Delírio’s Restaurante em Cabo Frio

IMG_3288

Sexta-feira chegou e nós estamos como? Muito felizes! E hoje, para completar esse clima de felicidade, vim falar de um assunto que eu adoro: comida! kkk Como boa descendente de italianos, eu adoro comida e muitas das reuniões e passeios na minha família, são regadas à muita comida e quando digo muita, entendam por diferentes pratos com porções fartas! Na verdade, vim contar um pouquinho para vocês sobre a minha experiência no Delírio’s Restaurante, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro. Quer ficar por dentro? Me segue…

Recentemente,  eu que não sou boba nem nada, decidi experimentar um Restaurante bem famoso em Cabo Frio localizado em um bairro bem pitoresco: o Delírio’s Restaurante no bairro de Ogiva. Como ele é bem conhecido e apontado como um dos melhores lugares para se comer em Cabo frio, a expectativa estava nas alturas; e depois de ler todo o cardápio (que não tem preço) e pesquisar seu site, decidi me aventurar em um belo dia de sol. E lá fui eu e minha família rumo ao desconhecido!

De cara já gostei! Para quem vai de carro, há estacionamento gratuito no local, mas deve comportar no máximo 8 carros. O entorno do restaurante é muito bonito e a entrada do local bem rústica e estilosa, com muita madeira e materiais naturais compondo um ambiente muito agradável. Ao entrar, toda esta rusticidade continua, com móveis de madeira, luminárias de bambu e tecidos de fibras naturais nas mesas. Há um bar bem equipado e na mesma “vibe” do resto da decoração. Tudo muito bem decorado e integrado. O colorido fica por conta dos vários quadros; e me chamou à atenção, um lindo pórtico em pedra de cantareira dentro do salão separando-o da varanda ao ar livre. Aliás a varanda é muito convidativa, com vista do canal e com um lindo pé de acerola (que estava carregado da fruta) que me encantou profundamente, até porque adoro plantas e ali na varanda tem várias: orquídeas, chifres de veado, ervas aromáticas entre outras. Só farei uma observação dentro desta rusticidade: não havia ar-condicionado no local no dia da nossa visita e estava um calor de rachar no salão.

Como eu mencionei anteriormente, no site você consegue visualizar o cardápio, mas não há o preço dos pratos, o que pode gerar certo desconforto ao olhar o cardápio. Como é um restaurante diferenciado, espere preços mais elevados. Nós ficamos um pouco surpresos com os preços, mas de qualquer forma, decidimos nos arriscar já pedindo uma entrada de palitos de polenta com gorgonzola. As bebidas vieram rapidamente, assim como a entrada. Achei bem servida a quantidade dos palitos de polenta, porém para mim, poderiam ter ficado mais crocantes. Quanto ao molho de gorgonzola, achei muito líquido, eu esperava uma textura mais consistente. Questão de gosto, não é mesmo?

Depois da entrada, eu fui de risoto de camarão com brie e amêndoas torradas na manteiga (R$72,00); o maridex foi de filé mignon em crosta de gorgonzola acompanhado de nhoque na manteiga e sálvia, já minha mãe e tia foram de Mix do mar (R$162,00), uma tábua de diversos frutos do mar acompanhado de arroz com brócolis que serve 2 pessoas.

Eu achei a porção do meu prato muito bem servida, porém a aparência não me agradou! Comida também se come com os olhos e neste caso, não era boa! Faltou um toque de cor no prato e para completar tinha MUITA amêndoa torrada. Não estava ruim, mas sinceramente…pelo preço e pela fama do local eu esperava algo MUITO melhor! O prato do maridex veio também bem servido e diferente do meu, estava bem gostoso. O mignon estava saboroso e no ponto, o molho de gorgonzola casou perfeitamente com a carne e o nhoque apesar de simples, estava bom. Como eu não ligo muito para frutos do mar, não provei o mix do mar, mas de acordo com minha mãe e tia, estava gostosa – apenas! De acordo com elas, faltava tempero no arroz com brócolis e o tempero do polvo era adocicado, lembrando um misto de anis estrelado com erva-doce. Mas como sempre digo, gosto é gosto, pode ser que você goste! ;-P

Depois de ficar um pouco decepcionada com a comida, fui experimentar a sobremesa. Como estava sob influência da comida nem tão agradável, decidi não arriscar e pedi um petit-gateau de chocolate com sorvete de creme (R$20,00). O maridex pediu “Delírio de morango” (R$26,00), que era um sorvete de creme,  morango flambado no conhaque e baunilha sob uma crosta de farofa de castanha e uma calda de balsâmico, que era bem diferente do que eu imaginava, mas estava bom. Já a mommy pediu um “Macaco louco” (R$26,00), que tinha a aparência de um bolo, mas na verdade eram bananas flambadas no contreau sob uma farofa de amendoim, com uma bola de sorvete de creme por cima e calda de chocolate. De acordo com a mesma, a banana parecia apenas cozida, não se sentia o gosto do contreau, e a farofa que estava descrita no menu, era na verdade, amendoim picado. Enfim…Sem graça!

Confesso, que fiquei um tanto decepcionada com o local e esperava uma comida muito mais elaborada e saborosa. Eu percebi outros pratos nas outras mesas e vi que a porção era até bem servida, mas achei o preço um pouco salgado pela comida servida. Já comi pratos muito mais interessantes em restaurantes nem tão famosos e por preços mais amigáveis. Mas como tudo na vida é uma questão de gosto…Acho que vale a pena se arriscar. A minha experiência não foi tão memorável assim, mas…Vai que você gosta?

E vocês, já conheciam este Restaurante em cabo-Frio? Contem aqui nos comentários sobre sua experiência ou deixe dicas de outros locais interessantes para comer por lá e em seus arredores. Eu adoro receber dicas aqui! Aliás, não esqueça de se inscrever no blog para ficar por dentro das novidades e se você gostou deste post, ajude o blog a melhorar e dê uma curtida! Por hoje é só gente linda, mas eu volto em breve com mais histórias para contar! Um beijo grande e um ótimo fim de semana…

 

Restaurante Delírio’s

Av. dos Marimbás, Lote 45 – Quadra 21 – Ogiva, Cabo Frio, RJ

E-mail: contato@deliriosrestaurante.com.br

Telefone: (22) 2644-1718

Celular: (22) 98854-1718

Horário: Qua-Qui: 18:00h às 23:00h / Sex: 18:00h à 00:00h / Sáb e Feriado: 12:00h às 00:00h / Dom: 12:00h às 19:00h

Anúncios

Quando o seu brilho incomoda os outros…

divahgando1

Nascemos nus e ignorantes…todos nós! Mas nada disso, até hoje nos impediu de aprendermos a fazer qualquer coisa. Foi a nossa vontade, persistência e a ajuda dos que nos amam que nos fez falar as primeiras palavras, mesmo que nem tão corretamente assim. Foi o espírito aventureiro que nos levou a dar os primeiros passos na nossa vida rumo a um mundo cheio de novas descobertas. Nascemos todos iguais, com as mesmas capacidades, mas não exatamente somos iguais. E é exatamente a diferença que nos faz únicos; especiais por dentro e por fora!

Mas se a diferença nos faz especiais, por que motivo toda vez que eu sou diferente, eu sou julgada? Por que motivo tantas pessoas perdem o seu tempo, que sabemos ser precioso, para simplesmente falar mal dos outros ou apontar defeitos que sequer existem? Por que existe tanta gente que sente prazer em afirmar sua posição social ou intelectual na sociedade? Será que ser diferente incomoda tanto a vida do outro a ponto dele viver a sua?

Ultimamente, ando observando o comportamento das pessoas (me incluo nisso também), e com isso percebi que há uma grande dose de inveja e orgulho envolvidos em todas as indagações acima. Percebi que o sucesso incomoda; não a quem o possui, mas aos que estão ao seu redor: àqueles que fingem o aplaudir, mas torcem com todas as forças para a sua queda; aqueles colegas que estão sempre sorrindo e fingindo compreensão, mas que basta um pedido de ajuda para sumirem do mapa; aqueles parentes que acham que podem mandar na sua vida e manipular as suas decisões, quando na verdade você nunca solicitou a opinião destes; aquelas pessoas que estão sempre reclamando de algo, diminuindo os outros ou aumentando o sucesso de seus conhecidos para disfarçadamente, diminuir o seu. E há também aquelas pessoas que sequer o conhecem mas já te julgam desde o nascimento, sem nunca terem te dado “bom dia” na vida. Às vezes, até ser um “rostinho bonito” incomoda! 😀

divahgando4

Mas o que se faz quando parece que não importa o que você faça com a sua vida, tudo seu é errado? Eu sempre achei que cada um deveria se preocupar com seus próprios dilemas e deixar a vida do outro a cargo de seu dono, mas a capacidade do ser humano de espalhar palavras maldosas por pura inveja é infinita. E creio que este seja exatamente o ponto “G” do problema: o seu brilho, incomoda os outros! É muito mais fácil ser malicioso e cuidar da vida alheia do que viver a sua e ter que lidar com seus próprios problemas e frustrações. Por vezes, chego a ver a diversão nos olhos alheios quando você fraqueja em algo. Triste realidade, mas é bem comum.

O mais interessante é que as oportunidades estão aí para todos, mas somente alguns se dão ao trabalho de acreditar em suas qualidades e em seus sonhos e se jogarem rumo ao desconhecido para tentar a sorte de correr atrás daquilo que se quer; enquanto outros, preferem julgar àqueles que se lançaram à sorte ou esperar a queda dos corajosos. Na verdade, eles são como parasitas, prontos para espezinhar uma vida que nunca foi deles, mas que no fundo eles amariam ter!

Não posso viver uma vida que não é minha e muito menos responder por decisões as quais não fui eu quem as tomei, mas posso falar com toda a propriedade que me recuso a pertencer ao vasto grupo dos invejosos. Eu não nasci para caber dentro de uma caixinha ou para pensar como todo o resto do mundo, que aceita toda e qualquer informação sem nem ao menos processá-la.

divahgando2Dei-me ao luxo de ser diferente da massa que julga, humilha, critica e se envaidece com a queda de um amigo, porque eu nasci com asas e minhas asas nunca couberam dentro de uma caixa. Minhas raízes pertencem ao mundo e os meus valores são a minha maior riqueza. Meu brilho nasceu comigo e a cada sorriso que dou, a cada degrau que subo e a cada mão que estendo, ele aumenta, porque dentro de mim, no meio de todo esse medo, há uma vontade maior que o mundo de ser feliz, de ser melhor e de crescer como pessoa! Portanto, se a sua estrela não brilha, não culpe os outros por isto; saiba reconhecer dentro de você toda esta capacidade desperdiçada no minuto em que você escolhe alimentar a inveja e não o amor ao próximo. Enfim…seja luz!

 

 

 

Praia sossegada em Miami? Sim!

IMG_7456

Olha eu aqui de novo gente linda! Tudo bom com vocês? Verão está bombando, o calor, pelo menos aqui no RJ, chega a fritar o cérebro e o que todos nós queremos – além da chegada do outono (eu AMO o outono kkk) é curtir uma boa praia. Aqui no Brasil nós temos praias lindíssimas para todos os gostos, mas se você por acaso estiver na terra do Tio Sam, ou melhor, em Miami sugiro que dê uma olhada neste post para ver um outro lado de Miami. Vem comigo que explico tudinho…

Brasileiros adoram Miami, mas geralmente esse amor é por causa das compras já que o imposto em Miami é mais barato que em outros estados nos EUA e isso ajuda um pouquinho na hora de comprar; quando não é por causa das compras é por causa do glamour de South Beach, em Miami que ferve com suas night clubs nos fins de semana. Mas e se você for adepta do estilo “low profile”, ou seja, e se você não quiser badalação e sim relaxar? Como faz? Simples: fuja de South Beach, onde os preços são astronômicos tal qual a conta bancária das celebridades e prefira North Beach, onde a vida “normal” acontece e os preços são mais compreensíveis. Ah….já falei que em North Beach você consegue relaxar? Sim é possível! kkk

Nós chegamos a Miami de carro em uma sexta-feira e para meu espanto, praticamente NADA ficava aberto depois das 22:00h em North Beach. Quase não conseguimos comer por causa do horário. Mas depois de uma ótima noite de sono, fomos agraciados com um dia LINDO de sol. E por que não conhecer a praia na parte mais ao norte? #partiupraia

Antes de contar sobre a praia, vale lembrar que TODOS os hotéis em Miami cobram bem caro pelo empréstimo de toalhas para se usar na praia, então, se estiver pensando em ir à praia, traga sua própria toalha/canga do Brasil. Mas voltando à praia, fomos sem esperar muita coisa e tivemos uma grata surpresa: North beach é linda gente!!! Chegamos bem cedinho e já na “entrada” você percebe uma grande passarela que contorna TODA a extensão da areia tal qual um deck de madeira com uma vasta vegetação praiana (eu não sei explicar o tipo de planta, mas era bem bacana o efeito de túnel que dava). A praia se revela após esta passarela, com uma faixa de areia beeeeeem extensa e lá ao fundo…o mar. E que mar minha gente!

A água é cristalina, o mar super calmo e cheio de conchinhas. ADOREI!!! Sabe aquela praia em que você consegue entrar sem levar um caixote logo que entra? Pois é assim em North Beach. Eu não sei vocês, mas por acaso, não sei nadar direito então não curto praias com ondas muito fortes, mas esta em questão era o paraíso na Terra! Dá para deixar as crianças brincando no mar sem problemas. E acho que foi isso que aconteceu: a criança que há em mim simplesmente amou a praia e não saiu do mar. Cheguei de manhã e só saímos às 17h. UAU!

Mas e como funciona a areia da praia? Bem, como você já deve ter visto em seriados americanos, existe aquele tipo de quiosque/casinha (não sei o nome ao certo) do salva-vidas e próximo destes quiosques, ficam algumas (poucas) barracas que vendem bebidas e alugam as cadeiras e o guarda-sol. Tudo é pago aqui. Como o nosso hotel ficava na quadra da praia, ele dava direito a 2 cadeiras, mas o guarda-sol nós pagamos por fora. Naquela ocasião foi quase U$15,00 dólares pelo período, mas valeu a pena porque estava bem ensolarado e ficamos muito tempo na praia; mas nada o impede de levar a sua canga e se sentar no chão, um pouco afastado de onde ficam as cadeiras e espreguiçadeiras dos hotéis.

Se você pensa que a praia por ali é como no RJ em que milhares de ambulantes passam vendendo coco, bebida e comida…Esqueça! Não passa ninguém vendendo nada, aliás para dizer a verdade passou um ambulante vendendo…água de coco. Achei curioso e perguntei logo, daí descobri que era um brasileiro de MG vendendo coco a U$5,00 dólares. Ui! Portanto, outra dica aqui é: leve algo para comer e beber caso não queira gastar muito e se quiser beber um drink na praia, não esqueça do seu documento porque nos EUA só depois de apresentar o documento é que você pode comprar bebida alcoólica.

Mas a falta de bebida e comida é compensada em…conchas kkk! A praia é cheia de conchas e pedras que ficam dentro da água e chega até a ser uma terapia catar as conchinhas na areia do mar. Me senti no mar caribenho com a cor daquela água! Gente…não dá nem para explicar! E na ocasião, como sabiam que era meu aniversário (bricadeirinha) fomos surpreendidos  por um show de caças americanos na praia fazendo altas manobras. Depois de um relax total durante a manhã, tivemos o momento radical com os caças. Foi muito bacana!

miami2Para quem quiser saber o local exato onde ficamos na praia, foi bem próximo do nosso hotel, o Circa 39 e eu super recomendo tanto o hotel quanto este miolo da praia, porque nós somos adeptos do mantra: “eu só quero sossego”! E vocês, já conheciam North Beach? Contem aqui nos comentários ou deixem suas dicas e sobre outras praias e locais em Miami. É sempre bom conhecer dicas novas que vocês passam. Ah, não esqueçam de se inscrever no blog para ficar por dentro das novidades e se gostaram deste post, deixem uma curtida que ficarei muito grata! Um beijo cheio de sal, sol e mar e até o próximo post…

I’m in Miami Beeeeeeach!

IMG_7456

Bom dia gente! Vou contar uma coisa para vocês: sempre que alguém fala de Miami, uma música super irritante me vem à cabeça: “I’m in Miami beachhhhh, tunt tunt tunt” kkkk. Com vocês também é assim? Espero que não :-D. Mas brincadeiras à parte, visitamos a cidade recentemente e hoje vim aqui contar tudo o que achei na minha curta visita a este lugar super comentado. Será que é de fato tudo isto que comentam? Sigam-me…

Para quem chegou aqui do nada, saibam que chegamos de carro vindo de Orlando numa viagem de quase 4 horas de duração. Apesar das estradas nos EUA serem super bem sinalizadas e terem toda a estrutura para o viajante; eu não recomendo virem de carro. É muito cansativo e a viagem é um tédio total, porque a paisagem pouco muda ao longo do caminho então não tem nada de interessante que te mantenha feliz durante o percurso. Eu sei que cada um tem sua opinião, mas se tivesse que visitar novamente, certamente iria de avião. pronto, falei! kkk

Nós decidimos visitar Miami porque…sabe aquela oportunidade que surge do tipo: “puxa, estou em orlando, por que não aproveitar a viagem e visitar Miami? Exatamente isso que fizemos! Fomos a Miami por pura influência de todos os outros seres humanos que já visitaram a cidade e vivem contando o quão incrível ela é. E tivemos fortes emoções na estrada com direito a chuva torrencial onde pouco se via e uma chuva de…libélulas (Hãaaaaa?) no pára-brisa. Sim…eram MUITAS libélulas voando. Mas chegamos todos vivos e prontos para aproveitar Miami.

Chegamos em uma sexta à noite e como a viagem foi longa, só deixamos nossas coisas no Hotel, o Circa 39 (que contarei com mais detalhes em outro post) e partimos para uma caminhada de reconhecimento do entorno. Como ficamos na parte mais ao norte de Miami beach tudo era bem mais calmo e nem parecia aquela Miami do nosso imaginário. Mas nossa ideia era uma curta visita, então não daria para sair dali conhecendo Miami a fundo. Como nossa caminhada já durava mais de 40 minutos, decidimos parar para comer e novamente a surpresa: quase tudo estava fechado.

Ao chegarmos novamente no Hotel, fomos informados que a cidade bomba mesmo nos fins de semana, então se você chegar em uma sexta-feira, esteja preparado para comer cedo (antes das 22:00 horas) ou vai dormir com fome. Lembre-se que Miami NÃO é NY! A nós restou apenas o restaurante de Hotel Croydon, o The Tavern situado na Avenida Collins, onde saboreamos um hamburguer com picles e fritas muito bem servido e…muito bem cobrado! Pelo que vimos, é bem comum os restaurantes cobrarem 15% de gorjeta e mais uma porcentagem por….outra gorjeta! Ou seja, atentem-se para cobranças duplas de gorjetas em Miami. Geralmente a gorjeta já vem no preço final e depois de já terem incluído a gorjeta eles a incluem novamente. Claro que não paguei duas vezes! Fora isso, o hamburguer até que estava bom.

No dia seguinte, após aproveitarmos a praia próximo ao nosso Hotel, fomos conhecer a verdadeira Miami, aquela cheia de ruas com prédios diferentes, luzes neon e carros antigos. Mas Miami não estava cooperando. Era feriado na data em questão e quase TODAS as ruas estavam bloqueadas para carros; conforme íamos nos aproximando de South Beach, começamos a entrar em uma Miami de clipe de rap americano: a Miami ostentação!

Tudo o que falarei aqui é baseado em opinião pessoal, então se você não contempla da mesma opinião, certamente verá de um jeito diferente. Se você gosta de Ostentação  a nível máximo ou se curte seriados do tipo “Wags” e o estilo praiano de alguns clipes americanos, saiba que aqui é o seu lugar kkk; mas EU não curto isto então minha conexão com Miami não rolou. O que vimos foram muitos biquinis brilhosos, muitas jóias (inclusive na praia), jovens com suas lamborghinis ou carros semelhantes, muita gente bebendo e aquele som alto saindo dos carros e das boates. Meu mundo caiu, afinal de contas, não era essa a imagem que eu tinha!

Depois de toda esta ostentação, fomos jantar em um restaurante bem conhecido pelos frutos do mar: o Joe’s Stone Crab. Que não aceita reservas! O local é bem bonito e o código de vestimenta é mais formal, ou seja, não dá para sair da praia e comer ali. Há que se arrumar um pouco, mas nada muito ostensivo rs. Vale lembrar que ele não abre o cano todo por conta da pesca do caranguejo.

Mas vamos à comida: como eu tinha lido várias dicas de blogs, decidi provar a famosa salada da casa: Joe’s famous Cole slaw (repolho com molho da casa e tomates), já o maridex foi de Chopped Salad (amendoim, alface americana, azeitonas pretas, queijo feta, vinagrete da casa e alguns vegetais que não reconheci rs). Gente,  eu detestei a salada! Aliás, foi uma das piores coisas que já comi. Imaginem uma salada de repolho marinada em um vinagre doce com um molho muito estranho e tomates. Fujam! Já a do marido estava gostosa, mas sinceramente…nada demais!

De prato principal, o maridex foi de caranguejo, já que é o carro-chefe do local; ao pedir caranguejo, você recebe todo um aparato para comê-lo. Eu como estava enjoada da salada, fui de bolinho de caranguejo. Os dois estavam saborosos mas nada maravilhoso. Para finalizar, pedimos de sobremesa uma torta de chocolate. Esta sim, estava divina! No final das contas, achei a experiência bem interessante, o serviço foi atenciosos, mas o preço não é muito amigo. Vale lembrar que para quem está de carro, há valet no local por U$7,00 dólares.

Por fim, a melhor lembrança de Miami, será sem dúvida, a praia linda e tranquila em North beach. E vocês, já visitaram Miami? O que acharam da cidade? Contem nos comentários como foi a sua experiência por lá e deixe dicas ou sugestões de lugares, afinal de contas é sempre bom conhecer coisas novas. Por hoje é só gente linda, mas eu volto com mais novidades! Se gostaram deste post, deixem uma curtida e não esqueçam de se inscrever no blog para ficar por dentro das novidades. Um beijo cheio de brilho e glamour brasileiro para todos vocês kkk…

 

The Tavern at Hotel Croydon

 3720 Collins AveMiami Beach, FL 33140-4080
Tel: +1 (305) 938-1145
Joe’s Stone Crab

11 Washington Ave, Miami Beach – CEP: 33139
Tel: +1 (305) 673-0365
Site: http://www.joesstonecrab.com
Horário: Dom, Qua, Qui: 6-10pm – Sex, Sab: 6-11pm

Redken Diamond Oil Glow Dry Gloss Scrub (??)

redken2018Hello gente linda! Vocês devem estar se perguntando que raios seria esse título aí de cima, não é mesmo? Calma, gente…o nome realmente é uma verdadeira sopa de letrinhas, mas vamos ao que interessa: trata-se de um gel esfoliante potencializador de brilho para todos os tipos de cabelo. Facilitei a vida agora, diz aí kkk. Mas vamos falar desse produtinho que será o primeiro post belezístico de 2018…YAY!!!! Vem comigo…

Eu estava um pouco descontente com o brilho do meu cabelo e estava realmente à procura de algo para dar “aquele” brilho hollywoodyano em minhas madeixas super…curtas rsrsrs! Eis que o destino estava a meu favor e em um despretensioso passeio pelo shopping dei de cara com este produto da Redken. Sobre a Redken eu nem preciso falar muito, afinal é uma marca super conceituada quando o assunto é cabelo, mas sobre este produto, aí sim!

Toda vez que me deparo com um produto novo, o que me conquista (geralmente) é a embalagem (podem me julgar kkk) e em seguida eu leio TUDO sobre o produto, chego inclusive a abrir o Google e dar uma espiadinha sobre o produto em questão. Eu nunca tinha ouvido falar sobre este Gel esfoliante potencializador de brilho e vou contar uma coisa…gostei! Primeiramente, gostei da embalagem (o que não influencia em nada no resultado do esfoliante rs) e em seguida gostei do cheiro dele. Todos vocês já devem ter percebido que eu realmente tenho sérias questões com relação às fragrâncias de certos produtos, afinal de contas, sou asmática e isso é MUITO importante para mim. Não é com qualquer fragrância que eu consigo conviver, mas realmente esta do esfoliante é bem interessante. Certamente não é o produto MAIS cheiroso do mundo, mas tem um cheiro diferente que não polui o seu bouquet diário, ou seja: o cheiro do gel + o cheiro do shampoo e condicionador + o cheiro do perfume que você usa + o desodorante não vão brigar entre si e na minha humilde opinião isso é bem importante, porque acho um tanto desagradável sair por aí com trezentos cheiros diferentes e confusos reunidos em uma só pessoa. Para mim é poluição olfativa, kkk. Mas e o efeito dele? Funciona?

Bem, de acordo com a Redken, trata-se na verdade de um pré-shampoo, um esfoliante que serve para todos os tipos de cabelo que vai ajudar a purificar e dar um visual de brilho intenso nas suas madeixas. O produto vai conseguir este efeito ao remover as células mortas, as impurezas e a oleosidade excessiva dos fios mas sem tirar a pigmentação colorida dos fios e a hidratação dos mesmos. Para obter este efeito a sua fórmula conta com ativos super potentes e já conhecidos nossos, como as cascas de argan que fazem a exfoliação profunda e hidratam ao mesmo tempo; o óleo de semente de coentro, extrato de amla e silicones termoativadores que fortalecem os fios da raiz até as pontas e iluminam o cabelo. Até aí parece mágica, mas vou contar a verdade: funciona!

Eu o apliquei ante do shampoo e fui espalhando o produto da raiz até as pontinhas do meu cabelo fazendo uma leve massagem com a ponta dos dedos. Este produto NÃO faz espuma, então parece que você está passando…nada no cabelo, mas confia que funciona kkk. Após a massagem eu enxaguei e só então usei o condicionador. Já notei que o cabelo ficou um pouco mais “leve”, mas sinceramente…tinha que ver o resultado depois de seco e quando o cabelo secou (naturalmente) eu fiquei bem satisfeita com o resultado pois o meu cabelo estava muito mais maleável, leve, perfumado e com um brilho bem bacana.  Se você quiser de fato potencializar o efeito desse brilho, vale secar com o secador, mas eu, não uso muito secador, então sempre prefiro secar ao natural mesmo.

Mas e o preço Fernanda, é bom? Não é o preço mais amigo desse mundo, mas é viável e eu paguei até mais caro no stand da L’Oreal. Então se você ficou interessado(a) neste produto, dá uma olhadinha neste site porque está mais em conta aqui. Ah…vale lembrar, que ele pode ser usado de 2 a 3 vezes na semana. Eu estou usando 2 vezes por semana e estou gostando muito.

E você, já conhecia este produto? Conte aqui nos comentários sua experiência ou divida conosco dicas dos seus produtos favoritos. Eu vou adorar conversar com você por aqui. Aliás, não perca tempo e inscreva-se no blog para ficar por dentro de todas as dicas que rolam por aqui e se você gostou deste post, ajude o blog a crescer e deixe uma curtida carinhosa. Por hoje é isso gente linda mas juro que volto com mais “causos” rsrsrs. Um beijo cheio de glamour e muito brilho na semana de vocês…

 

E 2018 chegou assim…

2018divah

Oi gente linda do meu Brasil varonil! Antes de mais nada: FELIZ ANO NOVO!!!! Quanto tempo longe de vocês, eu já estava com saudade de poder conversar com todos vocês por aqui. E além da saudade hoje estou um pouco nostálgica, afinal…nós vivemos o presente com os olhos no futuro mas com muitas lembranças do passado, não é mesmo? E posso dizer que 2017 foi um ano muito bom para mim e para o blog. E o que não foi tão bom assim, a gente joga ao vento para que ele traga luz!

Mas e quanto ao nosso 2018? Já pararam para pensar que todo ano que se inicia é como um livro em branco onde VOCÊ ganha novamente a oportunidade de escrever toda a sua história de um novo jeito, um jeito só seu? Pois é bem isso que acontece e muitas vezes nós nem percebemos como somos abençoados com tantas oportunidades. Claro que a vida é feita de escolhas e que nem tudo neste mundo é luz e flor, sabemos que às vezes situações difíceis batem à nossa porta ou parecem que entram sem serem convidadas e ficam por um bom tempo “fazendo chover” em dias que só gostaríamos de ver o sol, mas como eu disse anteriormente, a vida é feita de escolhas e às vezes essa “chuva” que nos perturba ou entristece é apenas uma mensagem da vida; porque para fazer florescer não basta o sol, é preciso a chuva! E se continuarmos persistentes na positividade, mesmo que a chuva demore a passar…o sol virá e fará com que toda a semente que a chuva lavou vire um lindo jardim na nossa vida. Mas é você quem escolhe a hora em que a chuva cessa. Será que estamos escolhendo corretamente?

Mas mesmo que estejamos perdidos ou atordoados com tudo o que se passou em 2017, sabemos que o tempo não para e assim um novo ano se faz presente. E que ele chegue com toda luz, paz e boas vibrações porque é somente disso que precisamos e é isso que EU e espero que você também escolha para este ano de 2018. Vamos juntos escrever uma nova história em nossas vidas? Eu aguardo ansiosamente todos vocês por aqui com todo o carinho de sempre! Um beijo de luz e um desejo de um 2018 cheio de novas aventuras…

2018divah1

 

Árvore de Natal do Divahgando

75C3E470-27DA-45A1-9B0E-9C4947674C82.jpeg

Oi gente linda!!!!  Quanto tempo! Saudade de vocês por aqui! Mas realmente este mês está corrido e tenho a sensação que não vai dar tempo de fazer tudo o que tenho para fazer antes do Natal. Com vocês também é assim?!? Mas pelo menos uma coisa eu consegui fazer: montar a Árvore de Natal do Divahgando!

Eu sou suspeita para falar porque adoro esta época do ano! Me lembra a minha infância quando meus avós paternos esperavam eu e minha irmã mais nova para ajudar na montagem da árvore! Era tudo tão único…aquelas bolas de Natal de vidro, as lâmpadas com formatos diferentes, o presépio com todos os reis magos…Nossa que nostalgia! Acho que foi por isso que adoro preparar a casa para o Natal. Dos meus avós puxei a decoração da árvore e da minha mãe puxei a criatividade para decorar a casa; ela sempre decora TODA a casa, inclusive o exterior! E olha, fica sempre linda a decoração e vira atração da rua! Kkk

Mas nada na vida é fácil! Minha árvore é um pouco grande (só um pouco rsrsrs) e demanda mais de um dia para decorá-la completamente. Trabalho que sempre faço sozinha, até porque gosto. Mas como uma gripe “daquelas” resolveu se instalar, tive que pedir ajuda ao maridex. Até que ele ajudou direitinho! 😀

A primeira coisa que faço antes da montagem da árvore é organizar todos os enfeites natalinos na mesa de modo que facilite a sua visualização. Isso inclui também os laços e as lâmpadas. Como a purpurina rola solta nos enfeites, eu sempre forro a mesa para evitar sujar muito. Depois de organizar todos os enfeites, começo a montar a árvore é a abrir os galhos para dar uma valorizada no visual dela. Após este processo, eu coloco as lâmpadas, os laços e só então os enfeites!

Minha árvore é um retrato de minhas viagens. Todo lugar que visito, procuro trazer um enfeite de Natal para a minha árvore. Isso faz com que toda vez que eu a monto, eu lembro de todos os momentos que passei no lugar onde comprei o determinado enfeite. Claro que nem sempre consigo trazer algo que dê para enfeitá-la, mas sempre tento.

Meus enfeites mais bonitos foram comprados durante a lua de mel em Bruges. Lá parece Natal o ano todo e tem uma lojinha que SÓ vende artigos para Natal. Nem preciso dizer que quase surtei quando entrei na loja. Eu não me recordo o nome da loja, mas fica na ruela principal bem próximo dos passeios de barco pelos canais de Bruges.

Aliás, também comprei meu presépio aqui nesta loja! Eu trouxe muitos enfeites diferentes, assim como bolas de vidro, enfeite de cristal imitando gelo derretendo, enfeites de madeira e de linha. Todos diferentes e com um significado super especial.

É claro, que nenhuma árvore fica bonita sem uma ponteira, não é mesmo? A minha também trouxe de um viagem e ela é de vidro e pintada à mão, assim como a minha bola preferida, também de vidro é feita à mão. Os dois enfeites trouxe de Praga, cidade que mora no meu coração!

Outros enfeites que esbanjam fofura e são bem característicos são os que trouxe de Amsterdã na Holanda, como o par de tamancos em porcelana, a bola em porcelana e o moinho. Tem como ser mais holandês que isso? Até tem…faltaram as tulipas kkk!

E este ano, como vocês devem ter percebido, eu visitei o Peru e claro…trouxe enfeites de lá! Esta llama é muito simpática e deu um colorido todo especial à árvore, assim como a bola com alguns instrumentos musicais peruanos e os enfeites de cerâmica peruana.

Mas se você é observador/(a), já deve ter percebido que a árvore está cheia de personagens já conhecidos. Pois bem, da EuroDisney eu trouxe o casal de noivos (Mickey e Minnie, que comprei na lua de mel); já este ano eu visitei a Disney de Orlando e surtei com os enfeites! Acontece que eram CARÍSSIMOS! Então só deu para trazer dois; eu escolhi o bule de vidro com a Alice dentro. Achei fofo e diferente e me lembrou meu aniversário de 1 ano (o tema foi Alice no país das Maravilhas) e o outro foi a minha princesa preferida: a Bella com a Fera.

Já de NY, trouxe a minha heroína favorita: Moana de Motonui que comprei na loja da Disney na Times Square. Eu queria trazer TODAS as Moanas mas o preço não colaborava! E não menos importante, trouxe este simpático papai-noel da última viagem à Key West, o ponto mais ao sul dos EUA. Além de lindinho ele dá um ar todo tropical à árvore e de quebra, me faz lembrar das praias lindas de lá!

Mas e os outros enfeites? Bem, os outros enfeites eu comprei no Saara, um mercado bem popular no Centro do RJ e já aviso: além de barato tem muita coisa de Natal por lá que vale muito a pena. As lâmpadas são de Led e também comprei no Saara. A maioria dos enfeites você encontra em varias lojas, mas vale pesquisar porque o preço varia muito de uma loja para a outra. E as bolas eu gosto muito de comprar no Walmart, porque tem sempre opções diferentes, bonitas e relativamente acessíveis. E se você está curioso/(a) para saber onde compro os laços, já aviso: eu compro as fitas e faço, eu mesma, os laços variando o tamanho. Além de sair mais barato, eu posso mesclar diferentes cores e texturas. As fitas eu compro muito no Sam’s Club, um mercado para associados onde vende muitos itens diferentes e bacanas, mas também dá para comprar as fitas no Saara, porque além de bonitas também vale o preço.

E o resultado foi este: após 3 dias de muito trabalho e purpurina kkk  a árvore do Divahgando ficou pronta para brilhar e encantar neste Natal. E vocês? Também gostam de enfeitar a árvore é a casa de vocês? Contem aqui nos comentários. E se tiverem dicas ou sugestões de locais para comprar enfeites bacanas, compartilhem aqui no post. Espero que tenham gostado deste post e se puderem, deixem um like que Juda muito! Ah….inscrevam-se no blog para ficar por dentro de tudo o que rola por aqui. Um beijo enorme e muita energia positiva na vida de todos vocês, afinal…já é quase Natal! Até a próxima….