NY: onde ficar?

Você já comprou sua passagem, juntou seu suado dimdim e foi procurar um hotel para ficar em NY até que você se depara com os preços: suores frios tomam conta do seu ser, o coração dispara, dá uma falta de ar, a vista fica escura e você acha que vai perder o chão…calma! Respira, relaxa e vem comigo…

NY é uma cidade cara para nós brasileiros quando o assunto é hospedagem, mas…somos brasileiros e não desistimos nunca! O primeiro ponto que você precisa saber é que a cidade é dividida em 5 distritos: Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island.

nyc map2.png

A maioria dos lugares que você provavelmente vai querer conhecer, ficam em Manhattan. O problema é que Manhattan é mais caro que os outros distritos; em compensação, ficando em Manhattan você não irá gastar tanto dinheiro com transporte como gastaria se hospedando nos outros distritos e nem perderia tanto tempo se locomovendo. E quando agente viagem, tempo é dinheiro; e pior ainda se for em dólar!Mas é claro que cada um tem o seu limite de gastos e sabe bem o que se adequa aos seus padrões.

Tendo isso em mente, eu sempre preferi ficar em Manhattan, mesmo sabendo que é mais caro, pelos seguintes motivos: perco menos tempo para chegar onde desejo, estou bem no meio de tudo e posso fazer tudo a pé! pinterestDecidindo ficar em Manhattan o segundo ponto que você precisa saber é que Manhattan é uma ilha, banhada pelos rios Hudson e East, ligada por pontes aos outros distritos e subdividida em 5 regiões: Lower Manhattan (do sul da ilha até a rua 14) , Midtown Manhattan (da rua 14 até o extremo sul do Central Park, mais ou menos até a rua 59), Upper Manhattan (começa no Central Park e vai até a rua 96), Harlem (região final do Upper side até a rua 155) e Washington Heights (vai da rua 220 até o Harlem).

De todas essas regiões que eu citei, todas as vezes que fui, fiquei em Midtown Manhattan. Não porque acho o local mais fantástico e bonito, mas porque dali posso ir caminhando para qualquer lugar, já que estou bem no meio de Manhattan; e se o destino for muito longe, tem sempre um metrô para me salvar!

A primeira vez que visitei a ciadade, fiquei hospedada no Hotel Radisson Martinique, que fica na West 32nd street. A localização é muito boa, pois você está a alguns metros do metro Herald Square 34th street e ainda tem um banco Chase na esquina, onde você pode sacar dimdim no cartão; além disso, você está bem próximo do Empire State Building, a uma curta caminhada da Macys, Victoria Secrets e do Madison Square Garden, ou seja, você está no “fervo”! O hotel é bem legal. Os quartos dos andares mais altos tem uma vista bem bacana e são espaçosos, o que é bem raro em NY. Tem cofre, tábua de passar, tv, aquecedor, o banheiro era espaçoso também, mas não tinha frigobar no quarto e nem café da manhã incluído (prática muito comum nos EUA).Os corredor do hotel eram  largose tinha bastante elevador dentro do hotel, o que facilitava muito o ir e vir. O ponto chato é que não é muito barato e além disso, eles cobram uma taxa para entrega de pacotes no hotel, o que pode representar uma facada na hora de fazer o checkout.

fotos-sony-089

Ao lado do Radisson Martinique, fica o Stanford Hotel, que por acaso já me hospedei lá 3 vezes! Não é tão bonito e espaçoso quanto ao Radisson, mas foi enumerar os fatores que fizeram escolhê-lo: 1)localização (como já mencionei, é exatamente ao lado do Radisso, na 32nd street); 2)preço (beeeeeeeeeem mais em conta que o anterior); 3)café da manhã incluído na diária (não vá esperando um café da manhã farto! Trata-se de bagels, croissants, cream cheese Philadelphia, muffins, manteiga, geléias e maçã verde – mas dá para comer); 4)não cobra para receber pacotes (mas é sempre bom confirmar na hora de fechar a sua estadia, porque vai que eles começam a cobrar, né?). Mas nem tudo são flores; O Hotel é pequeno, os corredores são estreitos, só possui um elevador para todos os andares, precisa de uma reforma porque a decoração está  ultrapassada, não tem a vista da janela igual a do Radisson, a fila do café da manhã pode ser grande (porque o espaço é pequeno); mas tirando estes pormenores, tem uma cama confortável, o staff é amigável (vale mencionar que os funcionários são em sua maioria asiáticos, já que esta região é conhecida como Korean Town), você não paga nada além da estadia, tem wifi nos quartos, eles não costumam cobrar para você imprimir algo na impressora do hotel e os amenities: sabonete, shampoo, hidratante são da Bath & Body Works e são cheirosos…Enfim, é um Hotel com um excelente custo/benefício! Só vá sem esperar luxo e beleza na decoração.

Outro Hotel em que já me hospedei em NY foi o Novotel, que fica mais próximo da Times Square, na 52nd street. Este Hotel já é mais moderno, tem um lounge super legal, tem um rooftop muito bacana (onde você pode tirar várias fotos legais e dá para ver toda a Times square) e à noite, esse barzinho do rooftop fica bem badaladinho, os quartos dos andares mais altos tem uma vista INCRÍVEL do Rio Hudson, tem 4 elevadores para os hosédes, o que facilita o ir e vir, os quartos são novos, com decoração bacana, o banheiro é muito bom, a cama é confortável, é limpo e os corredores são largos. Quando fiquei lá, as bailarinas do Crazy Horse (um espetáculo francês em cartaz naquela época), estavam hospedadas lá e era muito legal ver esse entra e sai de artistas!

novotel

Mas você deve estar se perguntando porque eu não me hospedo sempre lá, né?!? Simples: ele não é muito barato, eu prefiro a localização dos outros dois, ele não tem café da manhã, cobra por encomendas e o staff não é tão “maleável” quanto o do Stanford. Mas fora isso, se você quiser vista, modernidade, espaço, conforto e tiver como pagar..É uma excelente opção!

Fiquem ligados porque quando você faz a reserva da sua estadia pelo site do próprio hotel, além de sair mais barato (às vezes, ok?), eles já te dão o preço com os impostos e quando você faz a sua reserva por sites de reservas, nem sempre os impostos estão incluídos nesta diária. Além disso, ao fechar a reserva no site do Hotel, você não poderá dividir o valor e lembrem-se que: ao chegar no Hotel nos EUA eles pedem um cartão de crédito para qualquer “acidente”, então nem adianta querer pagar à vista; você terá que ter um cartão de crédito internacional com limite suficiente para “bloquearem” o valor da sua estadia nele. Bem…espero tê-los ajudado nesta busca infinita por hotéis em conta em NY…

 

Anúncios

2 comentários sobre “NY: onde ficar?

  1. Bruno César 13 de outubro de 2016 / 11:51

    Agora sei tudo sobre Nova York!

    Parabéns!

    Bjs,

    Bruno

    Curtir

    • fernandaramalho 13 de outubro de 2016 / 13:50

      Pronto! Já pode ir! ☺️ Bjs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s