Estudando e comendo em Paris

Quem já leu este post, sabe o que fui fazer em Paris, mas se você ainda não leu (tsc tsc tsc) e está perdido…fui estudar Moda em Paris e neste tempo que passei por lá, por incrível que pareça, não tive muitas chances de ir a restaurantes e/ou lugares interessantes para comer, pois todos já devem saber que vida de estudante é dura e a quantidade de trabalho pós aula era tãaaaaao grande que…o tempo que sobrava era para estudar mesmo! Mas claro, acabei conhecendo alguns lugares e provando quitutes que realmente deixaram saudade. Fui a alguns lugares mas deixarei minha recomendação apenas ao que achei válido, prefiro não comentar sobre os lugares em que fui e a comida apesar de boa, tinha o serviço péssimo e o garçon insuportável! O que foi ruim…deixei para trás! Atemo-nos ao que realmente importa!

Um dos lugares que mais gostei durante essa temporada foi descoberto por acaso. Sabe quando a fome bate e você abre o aplicativo para procurar um restaurante bem cotado e gostoso (baseado nas opiniões de terceiros) e resolve arriscar? Pois foi bem assim que aconteceu comigo. Todos os caminhos me apontavam para: Les cocottes de Christian Constant e eu prontamente atendi ao chamado do destino: peguei um taxi com as outras meninas do curso e voilá… Quando cheguei ao local deparei-me com um mini-estabelecimento na rue Saint-Dominique, no 5º arrondissement de Paris. Mas para a minha felicidade assim que entrei achei o local confortável, acolhedor, fofo e o melhor de tudo: chegamos sem reservas e fomos bem atendidas! Quase que milagre para um restaurante francês. O garçon, muito atencioso (outra boa surpresa se comparado com os outros garçons parisienses), nos recomendou o  que nada mais é que bochecha de vaca ao molho com batatas cozidas (bochecha de vaca? Sim…neste momento um pensamento do tipo blerght se fez presente em meu ser, mas resolvi arriscar), e posso dizer que bendita seja a bochecha desta vaquinha. Estava uma delícia! O molho maravilhoso e encorpado ficou ótimo acompanhado de pedaços de pães…hummmm! Para não ficar falando muito, reparem na foto que vocês entenderão! Aprovadíssimo!

img_0961

Como boa brasileira, eu sou muito apegada ao bom feijão com arroz e quando digo apegada, é muito mesmo! E não deu outa: tive um surto psicótico de: eu vou morrer se não comer feijão com arroz e farofa neste momento! E olha, este surto foi sério. Eu não estou aqui para ficar bajulando a culinária francesa, longe disso, mas nunca pensei que sentiria TANTA falta da nossa comida brasileira. E a saudade bateu tão forte que fui procurar o restaurante brasileiro mais próximo de onde eu estava antes de morrer por falta de feijão. E foi neste momento que conheci o restaurante O Corcovado em Montparnasse. Ao chegar ao restaurante, pensei: CHEGUEI AO PARAÍSO! Fui recepcionada por um francês que falava português (já gostei! É tão bom ouvir a nossa língua materna quando estamos fora do país) que já foi dizendo: não temos mesa! MEU DEUS!!!! Após quase chorar compulsivamente e me dabater no chão (mentira, estou só dramatizando a situação, ok?), fiz cara de desespero e falei que tinha vindo de muito longe só para comer ali, bem…dito isso as portas da esperança se abriram e entrei no local junto com uma amiga também brasileira com saudade aguda de feijão.

O restaurante é pequeno, com decoração colorida, cardápio totalmente brasileiro com direito a pão de queijo, pudim de leite, coxinhas, feijoada, bobó de camarão, guaraná Antartica e claro, caipirinhas! Claudia, brasileira e Sebastien, francês, são os donos do restaurante. Ela é uma simpatia de pessoa e já foi logo nos acomodando; eu claro, expliquei a nossa situação: falta aguda de feijão e ela logo disse que ia caprichar. Nem preciso dizer que fui de feijoada e por míseros 16 euros fiquei muito feliz! E olha…muito bem servida e muito saborosa! Mas não satisfeita, dividimos um bobó de camarão que estava maravilhoso com camarões enormes! Voltamos rolando para o hotel, mas muito, muito contentes por comer feijão! E olha…voltamos outras vezes neste mesmo restaurante!

Passeando pelo Marais (adoro este bairro parisiense), não poderia deixar de degustar novamente um lanchinho super light: o falafel! E quando você pensa em falafel, você já pensa no L’As du Falafel, uma pequena portinha na rue des Rosiers onde a iguaria é vendida. Eu não sei vocês, mas eu adoro falafel e este em questão nada mais é que um sanduíche super bem servido. O local é minúsculo, o atendimento rápido e objetivo e o preço mega camarada! Você pede o seu sanduba com o que tiver direito e se quiser pede para caprichar no molho (eu nem peço pois já vem MUITO molho). O sanduíche vem no pão sírio com beringela frita, pepino, falafel entre outras coisas (um detalhe muito importante: não tem carne alguma aqui), todo enroladinho em um guardanapo amarelo (marca registrada do lugar rsrsrs) e um garfinho para te “ajudar” a comer o inofensivo falafel. Eu adoro! Duvido que você continue com fome depois dele!  Vale lembrar que eles não abrem aos sábados por conta da tradição hebraica.

Bem, acho que de lugares legais foram apenas estes. Nos próximos posts eu contarei minhas dicas de Paris sobre bibliotecas, museus e a moda francesa. Au revoir!!!!

Anúncios

2 comentários sobre “Estudando e comendo em Paris

  1. Glauber 20 de novembro de 2016 / 21:22

    Parabéns pelo Blog!
    Ótimas dicas e muito bem montado!
    Embora informal, está bem escrito e elegante!
    Agora minha vontade é cancelar a pizza e comer no Corcovado! kkk

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s