A saga do carrinho de bebê

baby2

Eu não sei vocês, mas por enquanto, ainda não sou mãe, então sou um pouco ignorante neste aspecto de babies e todo o seu universo, que é bem vasto por sinal! Por isso hoje contarei para vocês uma situação meio tragicômica que aconteceu com nós dois em nossa última viagem aos EUA: a saga do carrinho de bebê! Acompanhem…

Tudo começou com a minha brilhante ideia de trazer um carrinho de bebê para uma amiga que estava grávida e decidiu comprar o carrinho do seu bebê. Eu, claro decidi fazer uma boa ação e me ofereci para trazer o carrinho de bebê, afinal de contas…não me custava nada fazer esse favor. Mas mal sabia eu que custaria sim…e muito! kkk

Lembro de termos entrado na loja de bebês em Orlando chamada Macrobaby e depois de muitas consultas e opiniões fechamos o modelo do carrinho de acordo com o que a mãe da criança desejava, mas para fazer outra boa ação, decidi que já que ia trazer o carrinho (que aliás era muito mais barato do que comprando aqui no Brasil) deveria embalá-lo de forma que ele ficasse bem protegido e olha…que ideia infeliz que eu tive! Na loja, obviamente, eles me apresentaram inúmeras possibilidades de trazer o carrinho, mas como eu havia comprado de presente o tal do bebê conforto, a caixa não caberia dentro da minha mala. Infelizmente eu já estava com 2 bagagens então já sabia que iria pagar uma bagagem extra, o que não me custaria nada já que minha amiga (e mãe da futura criança) prontamente foi se comprometendo a pagar diante da minha boa-vontade em trazer o carrinho dela rs.

stroller

O que eu simplesmente não contava era com o volume de todo esse “pacote”. Com o carrinho + bebê conforto juntos, eu fui apresentada à uma nova alternativa: adquirir uma mala da própria loja para trazer o carrinho junto com o bebê conforto embalados de forma segura para serem despachados ao Brasil. Acontece que: a mala custava U$39,00 dólares, MASSSSSSS para a loja embalar todos os dois produtos de forma segura eu também teria de desembolsar U$36,00 dólares e além disso, teria de ir até o depósito da loja que ficava há uns 5 minutos de carro da loja em questão. Já estava na chuva mesmo…resolvi embalar tudo maravilhosamente perfeito para que nada desse errado. O carrinho era um favor, mas o bebê conforto era o meu presente, então queria dar o presente inteiro.

Fomos no depósito que aliás era IMENSO, esperamos o produto ser embalado e saímos felizes e contentes com uma mala que gente…era o maior trambolho que já vi na vida! Eu cabia dentro da mala kkk! Mas o que a gente não faz por uma amiga, não é verdade? E finalmente nosso pesadelo começou: na hora de voltarmos para o Brasil!

Todo final de viagem é aquele momento de saudade do destino que você ainda nem deixou misturado com a vontade de chegar logo em casa e deitar na sua cama. Mas olha…nosso fim de viagem foi com emoção. Tudo começou no balcão da Cia aérea; quando fomos fazer o check in de volta para o Brasil, de cara já foram nos cobrando U$100,00 dólares por despachar uma terceira mala (até aí nenhuma surpresa, já contávamos com isso mesmo), acontece que logo em seguida a atendente já foi cobrando mais U$75,00 dólares porque a mala do carrinho (da marca da própria loja que te empurra esta mala por ser uma mala que vai caber o carrinho junto com o bebê conforto sem problemas) não atendia às especificações de tamanho exigidas pela Cia aérea, ou seja, a mala era MUITO maior que o tamanho permitido! Puts…por quê a loja não informa esse detalhe tão importante na hora de te oferecer a maldita mala?

Não teve jeito…era pagar ou largar a mala com tudo dentro lá no aeroporto de Orlando! Enfim…Pagamos! Mas ainda não tinha acabado…tivemos claro, que declarar esta mala ENORME na alfândega brasileira, o que nos custou alguns reais a mais e uma grande dor de cabeça. Depois disso tudo, voltamos com a certeza de que os carrinhos podem até ser baratos nos EUA, mas todo o cuidado é pouco na hora de embalá-los, porque com toda essa “saga” acabamos pagando mais caro no combo “Mala+arrumação+terceira bagagem+excesso de medida+ alfândega” do que o valor total do carrinho de bebê! Então antes de pensar em trazer um carrinho dos EUA, avalie se realmente vale a pena todo esse custo e dor de cabeça, porque somando tudo o que pagamos…ainda deu mais BARATO que no Brasil!!! hãaaaaaa?

Sim…Isso mesmo! Apesar de todos estes custos extras o carrinho junto com o bebê conforto custaram mais baratos do que se comprados aqui no Brasil, mas realmente deram MUITA dor de cabeça! Se você não tem problema com dinheiro, se joga; mas se o seu dimdim é suado, avalie toda esta questão, pois aqui no Brasil existe o parcelamento quando o item é caro, já no exterior essa prática não existe e com isso ou você paga à vista, em espécie ou paga com o cartão de crédito, que além de não poder ser parcelado ainda virá acrescido do IOF de 6,38% com a taxa do dólar do dia em que a fatura foi emitida.Vale lembrar que o valor do dólar nos cartões de crédito são sempre mais altos do que o valor do dólar turismo. Então meu povo brasileiro…bora ficar de olho heim!

Bem, essa foi a minha saga do carrinho de bebê. E vocês, já tiveram dificuldade ou passaram por alguma situação parecida depois de terem comprado algo nos EUA para despachar para o Brasil? Deixem aqui o comentário ou dicas do que fizeram nestas situações, toda dica será bem-vinda! Aproveitem e inscrevam-se no blog para ficar por dentro de todas as coisas que acontecem por aqui e se puderem, deixem um like/curtida para ajudar o blog. Espero que tenham gostado desta saga e nos encontramos em breve no próximo post. Beijos mil…

 

Glamour Beauty Festival RJ

Alô gente linda, como anda a vida? Certamente tudo anda no maior glamour, não é mesmo? Pois é exatamente isso que vim falar para vocês hoje: Glamour Beauty Festival que aconteceu neste fim de semana aqui no Rio de Janeiro e hoje é aberto apenas para os profissionais da área mediante apresentação do CNPJ. Vocês sabem do que se trata? Pois é só me acompanharem que já explico…

O Glamour Beauty Festival é um evento de beleza realizado pela Revista Glamour em parceria com a Revista Ela, do jornal O Globo e apresentação do Sistema Fecomércio Senac-RJ, que está em sua segunda edição aqui no RJ no Jockey Clube. A entrada custava R$60,00 reais e você podia escolher apenas circular pelo local ou assistir à algumas palestras com profissionais do assunto.

Nesta edição o evento contou com a participação de celebridades, especialistas da área da beleza e influenciadores digitais, através de palestras sobre assuntos diversos (unhas, cabelos, pele, como tirar uma selfie perfeita, etc) além de bate-papos animados com um time de peso, dando dicas, falando sobre novas tendências no Brasil e no mundo e dividindo seus conhecimentos dentro deste universo da beleza. Para quem gosta de todo este universo foi imperdível! Claro que eu não perdi este MEGA-evento e fui logo garantindo meus ingressos para algumas palestras antes que esgotassem. Imagina perder palestras sobre cabelos com o Tiago Parente, sobre make com o Fernando Torquatto e sobre alimentação com a nutricionista do momento Patricia Davidson além de blogueiras como a Thereza Chammas, Karol Pinheiro e Joana Canabrava? Claro que o Divahgando foi!

Mas nem só de bate-papos se resumiu o Glamour Beauty Festival; lá também estavam presentes alguns nomes grandes do universo “belezístico” como Vult, Givenchy, Granado, Felps, L’Oreal, Dermage, Embelezze, Avon entre outras marcas mostrando seus produtos para os visitantes fazendo-os vivenciar experiências diferentes com estes produtos. A Givenchy estava apresentando seus produtos de make, cosméticos e seus perfumes e o stand contava com a presença de maquiadores da marca que a maquiavam com os produtos da Givenchy e você anotava todos em um folheto para adquiri-los (caso se interessasse) com desconto. Eu fui maquiada e fiquei um luxo! Adorei!

No espaço do Senac, você podia ter suas unhas pintadas, ser maquiada ou cortar e fazer escova nos cabelos. Na L’Oreal você marcava um horário e eles faziam um penteado lindo nos seus cabelos para poder circular pelo espaço toda produzida; infelizmente não tinha mais horário disponível enquanto estivava circulando pelo espaço. Na Avon, você também podia ser maquiada e ainda ganhava brindes no final da experiência.

Na Vult, além de ter suas unhas feitas com os produtos da marca, eles também te produziam fazendo sua make e seu cabelo. O Stand era grandinho e as penteadeiras eram uma graça! Mas não consegui horário para o serviço.

Na Felps, eles estavam fazendo explicando os produtos da marca, distribuindo brindes e fazendo aplicação de máscaras faciais. Estava cheio, eu estava maquiada e não quis tirar minha make linda de viver para testar a máscara. Todos os stands tinham algo de diferente a oferecer para os visitantes.

Para quando a fome batesse, tinha alguns food trucks na área externa oferecendo os comes e bebes como: Hare Burguer, Orange Burguer, Tapioca, Degê, SteakMe entre outras opções. E comer com a benção do Cristo Redentor de braços abertos pra você…não é nada mal heim! kkk

Neste fim de semana eu assisti à 4 palestras sobre Healthfication, que na verdade foi um bate papo sobre corpo, lifestyle saudável e workout com experts; As top tendências de cabelo (corte, cor e styling) com um time de peso como Tiago Parente, Rudi Werner, Marcos Proença e Nando Brandão; Raio X do cacho, onde profissionais (Tiago Parente) e divas dos cachos (Juliana Luna, Alinne Prado, Carla Lemos, Raissa Santana e Laura Fernandes) dividiam técnicas e truques para o cacho perfeito e também assisti à palestra Slow Beauty, um bate papo sobre como os cosméticos orgânicos, vegano e cruelty-free são agora a forma mais cool de consumir beleza com a participação de Cris Dios, Roseli Siqueira, Patricia Lima e Maju Trindade. Todos os bate papos/palestras foram muito interessantes! Aliás em outro post contarei TODAS as dicas que os experts em cabelos deram nestes bate-papos. Aguardem!

Mas nem tudo foram flores, meu povo lindo do Divahgando! O espaço era ótimo, mas a quantidade de stands era muito reduzida; eu esperava uma quantidade maior de expositores já que era um evento dedicado à beleza. O número de profissionais para fazer os serviços nos stands também deixou a desejar porque não dava vazão à quantidade de pessoas que visitava o espaço. Outra coisa que acredito que pode melhorar é que eles não comercializavam os produtos; então você ouvia a explicação do produto, gostava dele já que você podia marcar um horário para experimentá-lo, mas não podia comprar ali porque não vendiam nada. Sei que o foco não era vendas, mas acho que seria interessante oferecer pelo menos os produtos que estavam ali. Mas acredito que todos estes detalhes sejam melhorados na próxima edição do evento e mesmo assim, eles não tiraram o brilho do mesmo. Fiquei super contente de ter participado e certamente voltarei no próximo.

Enfim meu povo lindo do meu Brasil varonil, estas foram minhas observações sobre o Glamour Beauty Festival. E vocês? Já foram em algum evento de beleza? Contem aqui nos comentários como foi, vou adorar saber tudinho! Aproveitem e se inscrevam no blog para ler os posts ainda fresquinhos rs e não esqueçam de deixar um like/curtida se gostaram deste post! Um beijo enorme para todos vocês e uma semana com muito glamour…

Glamour Beauty Festival
Realização: Revista Glamour e Ela O Globo
Apresentação: Sistema Fecomércio RJ-Senac
De 29 a 31 de Julho de 2017
Jockey Clube Brasileiro – Praça Santos Dumont, 31 – Gávea
Rio de Janeiro/RJ
Inscrição: R$60,00

Alugando carro em Orlando

Bom dia gente linda! Hoje contarei para vocês sobre minha experiência ao alugar um carro em Orlando. Em Orlando aluguel de carro não é luxo, é uma necessidade, isso porque apesar dos lugares serem “próximos” uns dos outros, as distâncias são grandes para ir andando, o que pode complicar bastante se você não estiver motorizado. Por isso, assim que você decidir conhecer Orlando, coloque na sua lista de prioridades o aluguel de um carro, pois será essencial para conseguir se locomover e ter mais liberdade dentro da cidade.

Alugar carro em Orlando não é nenhum bicho de sete cabeças, é bem fácil. Na verdade, você já pode alugar o carro ainda no Brasil e agendar a sua data de chegada em Orlando, o que sai MUITO mais barato e exatamente o que eu fiz. Eu aluguei o carro ainda no Brasil pela Rentcars através da internet e foi tudo muito simples e rápido. A locadora que melhor atendeu nossas exigências foi a Hertz. Acho que vale a pena ter em mente algumas informações: aluguel de carro nos EUA é mais barato que no Brasil; retirar e entregar o carro na locadora no mesmo horário sai mais em conta do que retirar e entregar em horários diferentes; atente-se para o tamanho do carro que você pretende alugar, afinal não dá para viajar com a família e mais as malas e alugar um carro econômico, pois não vai caber todo mundo ali dentro (nós alugamos um Elantra o que deu para 2 pessoas, mas para 4 pessoas ficaria apertado); ao alugar o carro, pesquise os tipos de seguro que o carro oferece (nos EUA existem diferentes tipos de seguro e você tem que saber o que é importante e o que pode ser descartado para não pagar além do que pode); não é obrigatório ter a carteira de habilitação internacional para dirigir em Orlando, mas acho uma boa ideia fazê-la, pois caso um policial te aborde a falta da carteira de habilitação internacional pode virar um problema; mesmo com a CH internacional você precisa levar a sua CNH brasileira, sem ela você não consegue alugar carro algum; decida quantas pessoas vão dirigir este carro, porque algumas locadoras cobram por motorista/condutor adicional; GPS é sempre bom, mas você vai pagar por dia ao alugá-lo, leve o seu atualizado do Brasil para reduzir os custos e saiba que algumas vias possuem pedágios onde SÓ aceitam carros com adesivos de “passe expresso”  (em Orlando o mais utilizado é o Sunny Pass) e passar sem esse adesivo resultará em multas que serão cobradas em DÓLARES e você perderá pontos na CNH brasileira! Dito isso, vamos às explicações…

Eu aluguei o carro através do site da RENTCARS, onde eles fazem a cotação entre várias empresas e mostram todos os detalhes e preços de acordo com a sua preferência. Como sabia que iria ter muitas malas, preferi alugar um modelo intermediário, pois a mala do veículo comporta mais malas e as outras malas eu levei no banco traseiro do carro, sem nenhum problema. No site há dois tipos de aluguel: o aluguel onde eles debitam na hora em que aluga e você elimina assim o IOF e o aluguel onde você só será cobrado/pagará no dia em que você retirar o carro na locadora e este tipo de aluguel sai mais caro e você vai pagar IOF. Eu nem preciso dizer que fiz o primeiro, né?!? Um detalhe bem legal de lembrar aqui é que eu retirei o carro e entreguei o carro no mesmo horário, ou seja, retirei o carro o carro no dia x/2017 às 14h e entreguei no dia y/2017 também às 14h; se tivesse pego às 14h e eu optasse por entregar às 14:30, pagaria mais caro! Fiquem de olho!

Antes de viajar achei melhor fazer a Carteira de habilitação internacional. É bem simples; você paga o duda de CH internacional (ela terá exatamente a mesma validade da sua CNH brasileira, então se a sua carteira for vencer em 3 meses…melhor esperar para fazer a CH internacional junto com a nova CNH) e é só agendar no Detran de sua cidade para entregar os documentos no dia marcado (CHN, passaporte, residência, etc). Alguns dias depois ela ficará pronta e você terá que buscá-la sem nem precisar tirar foto para isto! A sua foto da carteira internacional será a mesma da brasileira. Só não esqueça de levar a sua carteira brasileira na viagem, pois sem a CNH daqui, você não conseguirá retirar seu carro, mesmo que você tenha feito a internacional.

Quanto a questão de seguros existem alguns seguros muito importantes na hora de alugar um carro nos EUA: o LDW (Loss Damage Waiver) que às vezes também é chamado CDW (Collision Damage Waiver) que oferece isenção por parte do locatário da responsabilidade financeira por perdas e danos causados ao veículo, desde que não desrespeite nenhuma cláusula contratual; o EP (Extended Protection), também chamado de LIS, que oferece cobertura para danos físicos e materiais causados a terceiros e inclui cobertura em caso de ferimento, invalidez e morte causados pelo locatário e ele também oferece cobertura aos passageiros. Existe também o CPP: (Carefree Personal Protection), também chamado de PAI que oferece indenização semanal em caso de acidente e cobertura para gastos médicos, morte acidental e perda de membros, repatriação de restos mortais entre outros. Procure alugar um veículo que já tenha estas coberturas, caso contrário sairá muito caro. Assim como a cobertura para um condutor adicional e o tanque de gasolina, pois o carro sai da locadora com combustível suficiente para chegar SOMENTE ao posto de combustível mais próximo! Encher o tanque na locadora não compensa pois o combustível ali custa MUITO MAIS CARO que no posto.

Sobre o GPS, acho muito útil tê-lo já que você está em outro país e ainda não conhece o caminho direito, porém o GPS geralmente não vem incluso na locação e além disso ele é cobrado por dia. Para se ter uma ideia, cada diária do GPS custava quase 15 dólares. É mais fácil você levar o seu (desde que atualize o caminho para as rotas de Orlando) evitando custos extras ou comprar um novo em folha no mercado, pois sai mais barato que alugar um GPS. Eu preferi comprar um chip de celular e ter internet ilimitada; com isso, usei o GPS do aplicativo chamado “Here we Go”, muito comum por lá, e deu tudo certo.

Quanto ao adesivo de passagem nos pedágios, eu não me atentei no momento da locação, só fui lembrar no dia em que íamos para Miami e por isso deu um certo trabalho, pois tive que ir até o local onde vendia não só o adesivo, como também recarregava o tal adesivo para poder seguir viagem. Eu não queria ser multada em dólar por pedágios que custavam 0,50 centavos de dólares (alguns custavam bem pouco, outros já eram mais carinhos)! Acredito que você também não queira. Na hora de alugar o carro, veja se compensa ter este adesivo ou se já está incluído no valor da reserva. Caso não esteja, procure um local onde venda o “Sunny Pass” e recarregue com o valor que preferir. Depois é só colar o adesivo no para brisa do carro e seguir viagem. Acho que vale a pena procurar o valor dos pedágios por onde você vai passar, porque como fizemos tudo na hora, nem nos ligamos no valor dos pedágios e acabou sobrando crédito, mas infelizmente esse adesivo só dura 30 dias e se sobrar crédito…perdeu playboy! Em tempo…da mesma forma que há pedágios que só aceitam o Sunny Pass, há outros em que você só pode pagar com moedas e na quantia certinha, porque é na máquina e obviamente não tem como dar troco; então além de pesquisar o valor dos pedágios, tenha sempre a mão uma bolsinha com moedas porque certamente você vai precisar!

Para entregar o carro na hora de voltar para o Brasil, é muito simples, já na entrada do aeroporto você verá várias placas indicando “entrega de veículos alugados”, é só seguir as placas e em seguida se guiar pelas placas direcionadas da sua locadora (no meu caso foi a Hertz, que ficava no 2ºpiso). Eles perguntarão se houve algum problema, dano e não apresentando problema algum…é só deixar o carro estacionado e seguir para o aeroporto fazer o seu check in de volta para o Brasil. Simples, rápido e muito fácil!

Espero que vocês tenham gostado deste post, das dicas e espero ter ajudado a elucidar um pouquinho as dúvidas que sempre aparecem na hora de planejar uma viagem e neste caso, de alugar um carro fora do Brasil. Um beijo grande e uma ótima semana para todos vocês! Não se esqueçam de se inscrever no blog e de curtir aqui também e se puder, deixe um comentário, vou adorar saber o que vocês pensam sobre tudo isso! Beijos de luz em todos….

 

 

 

Divahgando…em Orlando!

mickey

Oi gente linda!!!! Quanto tempo sem dar as caras aqui, né? Pois bem, cá estou eu de volta. E voltei cheia de dicas e causos para contar aqui. Vem comigo que já te explico…

Eu não sei vocês, mas eu sempre quis conhecer a Disney; muita gente pode torcer o nariz e pensar N coisas sobre esse tema, mas sinceramente, nada nunca foi capaz de diminuir minha vontade de conhecer o Mickey e sua tchurma! Pois bem, este dia chegou! Finalmente depois de mais de 30 anos de espera (queria dar uma dramatizada aqui, ok?) eu consegui unir este sonho com meu aniversário e fui para a viagem mais aguardada da minha vida! E olha gente…foi lindo!

Claro que não fui somente à Disney, também fui à Universal, rodei por Orlando, Miami e Key West, mas meu coração foi todinho preenchido por um parque que muitos acham o parque mais “criança” da Disney: o Magic Kingdom. Meu Deus…cada detalhe deste parque é lindo! Tudo ali faz você se sentir dentro de um conto de fadas e tudo é milimetricamente pensado para fazer daquele momento algo único e especial. Eu sempre soube que iria amar a Disney, até porque sempre amei tudo deste universo, mas este parque, especificamente, superou todas as minhas expectativas e me fez ver como é bom sonhar, como é bom viver um conto de fadas, nem que seja por algumas horas. Sair da realidade do nosso dia a dia, que muitas vezes é bem duro já que nosso país passa por um momento bem delicado e deixar surgir em você aquela criança que estava escondida há tempos; se desligar das máscaras que a sociedade nos impõe e simplesmente ser feliz não importando o quão infantil você possa parecer por agir desta forma. Enfim, voltar a ser criança!

Nossa…e como é bom ser criança! Ser feliz com pouco, achar graça de tudo, rir sem limites, brincar o dia todo, a tarde toda e a noite também, comer sorvete sem pensar em dietas, fazer caretas malucas e rir de si mesma…Ahhhhhh como é bom! E acho que todos nós deveríamos “soltar”a criança que há dentro de nós e sermos felizes, não importando se você está em casa, no Brasil ou na Disney. Portanto gente linda…preparem-se para uma enxurrada de posts sobre minha viagem cheio de dicas e opiniões sobre todos estes lugares que visitei, incluindo o parque de Avatar que tinha acabado de inaugurar na Disney e eu fui! Espero encontrar vocês nos próximos posts…

Beijos mil com sabor de quero mais e muita alegria, pois a vida é bela e viver é uma arte! Até a próxima…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Decoração na Páscoa

 

Oi gente linda e feliz….Cá estou eu de volta para mostrar algumas inspirações de decoração para a Páscoa, afinal..já é quase domingo. E eu adoro enfeitar a casa para estas ocasiões; o que eu não gosto muito é de gastar muita grana para fazer isso, ainda mais agora em tempos de crise…

Pois bem, eu separei aqui algumas coisas que podemos gastar pouco ou quase nada mas que dão AQUELE visual impactante e elegante. Algumas inspirações vão exigir um pouquinho do seu tempo e talento para trabalhos manuais, outras são super convidativas para os pequeninos; quer coisa melhor do que ter ajuda das crianças para enfeitar a casa? A curtição será em dobro, aposto!

Já sabemos que detalhes fazem toda a diferença na decoração, e esses da foto acima realmente estão um charme! E para entrar de cabeça, até a garrafa de vinho foi decorada. Para algo mais elegante, use e abuse das suas louças e mantenha uma cartela de cores coesa. Mas caso queira agradar as crianças…quanto mais cor, melhor e de preferência cores vivas e alegres.

Partindo para uma outra forma de decoração estão estes lindos embrulhos. Eu adoro itens de papelaria e amo embrulhar e enfeitar qualquer coisa. Acho tão charmoso quando o presente já começa fofo no embrulho; me ganha na hora independente do presente! E como gosto deste tipo de coisa, resolvi ajudar àqueles que estão sem ideia para um embrulho “pascalino” mais elaborado. Confiram…

E se você quiser arrasar na arrumação da mesa vale a pena se inspirar nestas ideias. Algumas são fáceis de fazer, outras nem tanto, mas o importante é usar sua criatividade para fazer algo diferente e bonito. Até a casca do ovo entrou na arrumação e com um pouquinho de criatividade e um punhado de flores, o resultado foi algo simples, fácil e elegante.

Se a ideia for usar o tema Pascoa até nos quitutes, que tal essas ideias abaixo? Além de fofas, são um charme à parte. Imagina um bolo desses na sua mesa? Nem precisa de mais nada, não é mesmo? Mas se quiser agradar as crianças…cupcakes temáticos certamente farão sucesso!

O importante aqui é além de decorar, se divertir. Viu como não é preciso muito dinheiro para fazer algo bonito e simples? Bem…por hoje é só gente linda! Espero que tenham gostado do post e dessas ideias. Se tiverem alguma sugestão, deixem aqui nos comentários, vou adorar respondê-los. Lembre-se que quem está inscrito no blog, fica por dentro de tudo em primeira mão. Inscreva-se! Um bom fim de semana e uma ótima Páscoa para vocês… ;-*