Salitre, vale a visita!

IMG_0762.JPG

Comer é realmente um dos maiores prazeres da vida, pelo menos para mim rs! Imagina quando a comida é saborosa; melhor ainda! E tive uma grata surpresa em um lindo domingo de sol ao degustar a sugestão do chef no Restaurante Salitre, no Barra Shopping, Rio de Janeiro. Vou contar tudinho…

chegamos ao Salitre por volta das 13h da tarde e sem saber o que provar primeiro, decidimos aceitar a sugestão do chef, que além de bacana ainda tinha um preço bem honesto: R$59,90 reais por entrada, prato principal e sobremesa. Para quem não sabe, o Salitre é um restaurante com um ambiente bem elegante e com uma luxuosa adega, que já se tornou referência em todo o Brasil, pois alem de apresentar vinhos de uvas diversas e rótulos internacionais, os sommeliers da casa são fantásticos. Eu não bebo kkk mas vale ressaltar o alto padrão da casa. Além da bebida, a gastronomia também segue o alto padrão do local oferecendo sabores simples porém sofisticados.

IMG_0759

Apesar de toda esta sofisticação, o serviço da casa é correto; na minha humilde opinião poderia ser um pouco mais simpático, mas de qualquer forma, nada que tire o  brilho do Salitre. A decoração prima por elementos naturais que transmitam elegância como madeira, tijolinhos e detalhes em ferro.  A iluminação contribui para deixar a casa ainda mais aconchegante. Mas vamos ao que interessa….a comida!

Como mencionei, optamos pela sugestão do chef que neste dia era: salada de folhas verdes com profiteroles de cabra e salmão de entrada, que estavam bons mas poderiam estar mais elaborados; tilápia grelhada com risoto de limão siciliano como prato principal, que estavam bem feitos e saborosos, mas para alguém que gosta de comida muito temperada, como eu, merecia um pouco mais de tempero. Já o risoto de limão siciliano estava DELICIOSO! E de sobremesa a opção era banana caramelada com sorvete de baunilha e calda de caramelo com lâminas de amêndoas. Muito bem feito, simples e muito saboroso!

Fiquei super feliz com o almoço, pois realmente não conhecia a casa e tive uma grata surpresa. Certamente não foi a melhor comida de toda a minha vida, mas estava bem saborosa é muito bem executada. Para quem aprecia vinhos, ainda pode harmonizar as receições com o vinho apropriado. Eu harmonizei com água com gás é uma fina lâmina de limão kkkk!

E vocês? Já conheciam o Salitre? O que acham da casa? Contem aqui nos comentários, vou adorar saber! Aproveitem e inscrevam-se no blog para ficar por dentro de todas as novidades do Divahgando e se gostaram do post, deixem um like/curtida. Um beijo enorme e uma ótima semana para vocês…

Bar do Cícero e Ilha da Gigóia

IMG_9095

Oi gente linda…Olha eu aqui outra vez para falar sobre uma das coisas mais gostosas da vida: comida kkk! Na verdade, hoje vou contar um pouco da minha experiência no Bar do Cícero, um simpático restaurante bem informal na Ilha Primeira, uma ilha em frente à Ilha da Gigóia, na Barra da Tijuca. Me segue…

O passeio começou cedo, antes das 11h30 min (melhor horário para chegar lá) de um lindo domingo de sol aqui no RJ. Como se trata de uma ilha, você chega até ela de barco e vale lembrar que não tem carro por lá, então o transporte é mesmo o barco para ir de uma ilha à outra. Então a dica é fazer o seguinte: vá até a Barra da Tijuca de carro e estacione seu veículo no estacionamento do Shopping Barra Point. Bem ao lado deste shopping, há um posto de combustível (Shell) e ao lado deste posto tem um corredor por onde as pessoas pegam os barcos para chegar até os locais nas ilhas. Pronto…feito isso é só falar para o barqueiro para onde você quer ir, que no nosso caso foi o Bar do Cícero, que ele te leva até lá.

O barco é bem simples e a travessia até lá custa R$5,00, mas você nem sente porque a paisagem é linda, apesar da lagoa estar poluída; e o passeio dura menos de 10 minutos. Uma pena, eu estava gostando muito rs! Caso você queira fazer um passeio de barco pelas ilhas do local é só combinar um valor com o barqueiro, mas nós decidimos apenas pelo restaurante mesmo.

O Bar do Cícero, é na verdade um restaurante beeeeem informal construído numa palafita nas margens da lagoa. A vista a sua volta é bem bacana e comer de frente para uma lagoa observando o vai e vem dos barcos para mim é muito agradável. Fica especialmente bonito em dias de sol, que foi justamente o que fizemos!  Mas voltando à atmosfera do Bar do Cícero, não espere luxo e ostentação, a “vibe” aqui é relaxar e curtir a vida e posso dizer que isso você vai gostar. Mas e quanto ao restaurante, o que falar dele?

Bem…Sendo bem sincera, o melhor de lá é a “vibe” porque apesar de ser um local bem informal, os preços são bem salgados e o serviço não é proporcional ao preço nem tampouco a comida o é!Eu sou uma pessoa bem exigente com relação à apresentação, decoração, sabor e todo o resto e apesar de ir com a cara do lugar (sabia que era um ambiente simples/rústico) achei sinceramente meio desleixado. Pra começar, o cardápio além de ser muito extenso (eram várias folhas impressas em um álbum), estava todo manchado e isso já não agradou, afinal…não é fácil entender os preços de alguns itens em um papel manchado. Mas tentei deixar para lá, afinal…estava ali para relaxar e curtir o ambiente.

O serviço é meio apático, ninguém sorri para você, ninguém faz você se sentir especial (pode ser frescura minha, mas eu gosto disso) e por aí vai. Então sem rodear, pedimos de entrada uma porção de pastéis de camarão (R$33,90 com 6 unidades) que depois de uns 20 minutos chegaram quentinhos e estavam bem gostosos. Como prato principal fomos de bobó de camarão com arroz branco e farofa de dendê; o gosto estava ok; não era ruim, mas certamente já comi bobós muito melhores em outros lugares e o que me incomodou mesmo foi preço:  R$139,90 para 2 pessoas, mas este devia ser um dos pratos mais baratos. As moquecas para 2 pessoas estavam caríssimas e para 4 pessoas era mais de R$400,00. Na minha terra esse preço é muito caro para este tipo de restaurante que é completamente simples e nem tem A melhor comida para cobrar isso. Mas enfim…relevei pois como disse estava ali para relaxar.

Relaxar para uma pessoa tensa e exigente é quase uma quimera! Então resolvi esquecer estes detalhes saboreando um brownie com sorvete de creme e calda (R$28,00). E foi aí que percebi o quão exigente sou: fiquei muito incomodada com os talheres que o garçom nos trouxe. As colheres estavam muito tortas e cada uma era de um tipo: uma de cabo de plástico branco e a outra de cabo de madeira. Para você querido leitor, isso pode ser completamente irrelevante, mas para mim, talheres para uma mesa devem ser do mesmo tipo ainda mais depois de pagar caro pela refeição! Claro que pedi para trocar, mas ele me deu talheres diferentes só que menos tortos kkk. Então desisti de me importar com o talher e resolvi esperar o Brownie, que veio cheio de calda em um prato raso! Reflitam comigo: Por quê servir uma sobremesa cheia de calda em um prato raso? Não faz sentido. Mas tudo bem, lembrei que eu devia relaxar, acontece que além do prato ser raso o brownie veio todo largado no prato rs! É definitivamente, o serviço aqui não é primoroso!

IMG_9127

Mas se o preço é alto, o serviço não é muito bom e a comida é ok, será que ainda há motivos para sair da minha casa e visitar o Bar do Cícero? Sim…vá pela companhia, pela atmosfera, pelo passeio de barco que é bem agradável e pelo pastel que este sim…valeu super a pena! kkk

Aproveite que você já está por ali e atravesse de barco até a Ilha da Gigóia para ver como é a vida por lá. Afinal de contas, trata-se de uma ilha no meio da Barra da Tijuca/Itanhangá onde moram pouco mais de 3 mil pessoas, não entra carro, apenas bicicletas e onde tudo é muito “maluco beleza”. Sabe aquele local onde você acha que entrou em outra dimensão? Pois é o caso da Ilha da Gigóia. Um lugar super pitoresco, com paisagens lindas, pessoas simpáticas e simples, que decidiram por conta própria levar um outro estilo de vida. É muito legal! Então, mesmo que o bobó não tenha sido o melhor da minha vida, os talheres estivessem incorretos e o preço superfaturado para o serviço apresentado…Vá, mas vá com a mente aberta e sem esperar muito do bar do Cícero. Vá pelo pastel e pelo passeio à ilha da Gigóia.

E vocês, já visitaram algum restaurante bem pitoresco aqui no Rio? Conta aqui nos comentários, quero ficar por dentro destes lugares quase secretos. Não esqueçam de se inscrever no blog para ler os posts em primeira mão e ficar por dentro de tudo o que acontece por aqui! Um beijo cheio de positividade para todos e até a próxima…