Magic Kingdom: um sonho!

 

Sabe aquele lugar onde desde pequenininha você sempre teve o sonho de conhecer? Pois é…para mim este lugar sempre foi a Disney! Podem julgar à vontade, afinal o sonho é meu kkk! E quando eu digo Disney a primeira imagem que me vem à mente é o parque de Orlando, o Magic Kingdom onde tem o Castelo da Cinderela, que por sua vez, aparece antes de todos os filmes e desenhos da Disney. Essa sempre foi a minha ideia de “Disney”. Mas quando criança nunca tive a oportunidade de realizar esse antigo sonho, afinal cresci em uma família grande e antigamente, viajar de avião era luxo reservado a poucos mortais. Mas sonhos não morrem, apenas se aquietam dentro da gente; e a minha hora de realizar este antigo sonho tinha chegado: no meu aniversário!!!

IMG_5955

Planejei esta viagem com antecedência de quase 1 ano, mas passei a vida toda com ela planejada dentro da minha cabeça! E guardarei eternamente em minha memória a emoção de pisar neste, que para mim, é o parque mais “Disney”: o Magic Kingdom! A visita começou em uma sexta-feira levemente nublada, mas que em nada atrapalhou minha emoção de passear de mono rail até a entrada do parque, passar a magic band na entrada e…pisar na Disney pela PRIMEIRA VEZ!!! Quase morri de emoção! E a Disney me recebeu com uma parada/desfile logo na Main Street, com danças, músicas e personagens; nem preciso dizer que achei lindo! Passados os primeiros minutos, a ficha caiu e eu comecei a me dar conta de onde eu estava e a partir daí…observava tudo com o olhar atento de uma geminiana extremamente detalhista e em cada canto do Magic Kingdom que você olha, há algo de mágico ou algum detalhe fofo que te transporta para o Reino da fantasia, exatamente como eu sempre sonhei só que MUITO melhor ao vivo e a cores! Diferentemente do que muitas pessoas pensam e julgam, o parque é direcionado para o público de todas as idades, então mesmo que você tenha 3 aninhos ou 60 anos de pura formosura, você vai aproveitá-lo.

Mas vamos ao que interessa: O MK foi o primeiro parque da Disney a ser construído e sua inauguração aconteceu em 1º de outubro de 1971. Assim como eu, muita gente acha que ele é o parque mais lindo e fofo da Disney e isso se deve pelo fato do mesmo ser dedicado aos contos de fadas e aos personagens de filmes e desenhos da Disney e um de seus pontos mais marcantes é o castelo da Cinderela que fica no final da Main Street. Para entender melhor a dinâmica do parque, tenha em mente que ele é dividido em 6 áreas mais conhecidas como “lands”: Main Street, Adventureland, Frontierland, Liberty Square, Fantasyland e Tomorrowland.

IMG_5559

Cada área dessas tem uma decoração diferente e brinquedos de acordo com o tema da área, então se você estiver na Tomorrowland, pode esperar por atrações super futurísticas e decoração mais tecnológica, mas sem perder a fofura e a preocupação com os detalhes. sundaeA Main Street é a área de entrada do parque e aqui você encontra muitas lojas que vendem produtos diversos da Disney (eu adorei as lojinhas com os enfeites antigos e os globos de neve que só encontrei nesta área do parque, portanto visitem heim!) e se estiver com fome, também há muitos restaurantes e lanchonetes aqui. Eu indico a sorveteria “Ice Cream parlor”onde eu provei um sundae delicioso que vinha em uma pia do Mickey e era lindo de viver por U$16,00 dólares! Toda a decoração da Main Street foi inspirada na infância de Walt Disney, então parece que você está em uma cidade do início do século XX: uma fofura!

Já na Adventureland a aventura rola solta e a decoração tem um quê de selva com um clima de mistério. É nesta área que você encontrará os brinquedos “Pirates of the Caribbean”, “The Magic Carpet of Alladin”, “Jungle Cruise” entre outros, além de lojas diversas e se a fome bater, no Aloha Isle você pode provar um suco de abacaxi super diferente que vem com uma bola de sorvete em cima e é bem interessante; digo isso porque ele é bem ácido e para pessoas que não curtem coisas ácidas isso pode ser um grande pesadelo!

Na área da Frontierland, a decoração já remete ao Velho Oeste com muitos cowboys e atrações com esta temática. É aqui que você encontra a “Splash Mountain” (montanha russa na água que eu não fui mas que o maridex disse ser muito boa) e a “Big Thunder Mountain” (montanha russa mais rápida e fora da água que eu também não ousei visitar kkk). Para quem gosta de globos de neve como souvenir, a lojinha desta área vende os globos mais em conta do MK: U$10,00 dólares o globo, mas é bem simplesinho, viu!

Já na Liberty Square você é transportado para uma Vila colonial da Revolução americana e se eu puder indicar algo fofo e calmo para fazer, indico o passeio no barco “Liberty Belle” que vai navegando pelo Rivers of America (o rio do MK) e dá para avistar várias atrações dele, como a sempre cheia “Haunted Mansion”, uma atração muito engraçada e nada assustadora onde você passeia por uma mansão assombrada que interaje com você até na fila de espera, tem que ir!

Mas se a sua pegada já é mais futurística, sua área é a Tomorrowland onde a decoração conta com foguetes, Ovnis, robôs e tecnologia! Aqui você encontrará a “Tomorrowland Speedway”, que nada mais é do que uma corrida de carros onde você pilota por uma pista bem grande e que é bem legal, apesar da dificuldade que tive nas curvas; também pode visitar o “Tomorrowland transit authority”, que é um carrinho que percorre toda esta área do parque em uma velocidade bem tranquila e que funciona sem emitir carbono no meio ambiente. Para os mais radicais há a montanha russa “Space Mountain” quue dizem ser muito radical, mas que eu não passei nem na porta kkk! E se a vontade de comprar algo bater, aproveite a lojinha gigante que tem nesta área e seja feliz!

IMG_5613

Mas se você, como eu imagina uma Disney dos contos de fadas, seu lugar é a “Fantasyland”! Tudo aqui é mágico e fofo e toda a decoração tem um ar meio medieval; eu me senti dentro dos desenhos da Disney e amei tudo aqui. As atrações mais famosas são  “Peter Pan’s flight”, “Mickey Philarmagic” e a “Seven Dwarfs Mine Train”, que já conto como foi minha experiência, além disso você também encontra o restaurante “Be our guest”, onde a Fera sempre dá uma passadinha e algumas atrações da Pequena sereia e da Bela.

E para aproveitar qualquer parque da Disney é necessário um mapa do parque e o fast pass (passe rápido, onde você entra na hora marcada na atração sem enfrentar filas) mas infelizmente eu e o maridex não conseguimos marcar (mesmo com MUITA antecedência – 60 dias) o fast pass para alguns brinquedos concorridos então nossa estratégia foi entrar na fila o mais cedo possível para conseguir aproveitar os brinquedos.

E foi assim que fizemos na Montanha russa dos Sete anões, indicada para as crianças. A fila estava enorme, mas como dizia ser uma montanha-russa sem looping e para crianças, resolvi arriscar. Quem me acompanha aqui neste blog sabe do meu medo nível máximo de montanhas russas, mas esta de criança, seria moleza…SÓ QUE NÃO!

A montanha russa é super fofinha, pois já fila você interage com a atração que simula um passeio pela mina de pedras preciosas dos anõezinhos, acontece que ela é radical sim e eu quase morri de tanto gritar em cada descida ou curva. Eu gritei tanto que as criancinhas do carrinho da frente me olharam chocadas, mas eu não conseguia parar de gritar de medo! Meu marido só ria kkk! Portanto se você tem MUITO medo de montanhas russas (como eu tenho), evite esta também, porque as criancinhas na Disney são radicais! kkk

Já para quem gosta de algo mais calminho e fofo toda vida, tem que ir na atração “Peter Pan’s flight”  onde você percorre toda a tração em um barco que voa pelos cenários do filme Peter Pan. Eu adorei e fui novamente pois a interação já começa na fila do brinquedo onde interagimos com nossa sombra, acompanhamos a Sininho e conhecemos o quarto da Wendy e de seus irmãos.

Outra atração fofa e super diferente é o “Mickey Philarmagic”, onde apreciamos a atração sentados em um teatro 3D onde uma orquestra muito atrapalhada nos encanta e faz rir. E quando a fome bateu, aproveitei que o Restaurante do Pinóquio “Pinocchio Village Haus” era pertinho e fui conferir: nada de muito rebuscado, mas até que a refeição estava saborosa e foi bem servida. Só considerem um detalhe: tudo dentro da Disney, como em todos os outros parques temáticos de Orlando são BEM caros! Então vá preparado para gastar e se estiver com o orçamento apertado, prefira as lanchonetes pois os preços dos restaurantes são sempre mais salgados.

Além de todos estes brinquedos, também fui no “Enchanted Tales with Belle”, que nada mais é que um teatrinho percorrido dentro da casa da Bella com a presença de Lumiére e a interação das crianças do grupo e também fui na “Under the Sea – journey of the Little Mermaid”, onde fazemos um passeio em um carrinho com um formato de concha pelo universo da Pequena Sereia. Aqui é impossível você sair sem cantar as músicas do filme e sem ficar encantado com a riqueza de detalhes do fundo do mar. Vale a visita!

Mas quando eu disse aqui no blog que eu planejei com muita antecedência esta viagem, não estava brincando e nos meus sonhos não podia faltar um jantar com as princesas no castelo da Cinderela, que contarei em outro post e que posso adiantar: foi mágico! E como boa fã de Disney que sou, jamais sairia do parque sem assistir ao mais novo show de encerramento “Happily ever After” e “Once Upon a Time”, que substituiram o antigo show “Wishes”.

IMG_5820

Eu recomendo fortemente que chegue cedo e se posicione em frente ao castelo da Cinderela para assistir ao show de encerramento, pois a multidão que fica em torno do castelo para assistir ao show começa a se formar antes das 20h. Eu fui cedo e fiquei esperando junto com o maridex o momento mágico deste show e gente…como me acabei de chorar de emoção! Eu nunca assisti ao espetáculo “Wishes” então não tenho como comparar, mas posso dizer que estes novos shows estão sensacionais e inesquecíveis!

Eles conseguem mexer com suas emoções mais íntimas e é impossível não gostar e não se emocionar com o espetáculo de fogos, projeção e com a ideia do show, onde você entende que o Felizes para Sempre existe e eles te convidam a fazer você o seu felizes para sempre com a pessoa amada…Lindo!!! Uma demonstração de delicadeza, sensibilidade ímpar, diversidade entre gêneros e muita, muita emoção! Não tenho palavras para descrever tudo o que senti naquele momento, só posso dizer que a Disney se supera a cada minuto! É imperdível este show!

Bem gente…eu sei que este post ficou enooooorme e mais parece uma “post/rave” mas eu não podia economizar palavras no meu parque preferido da vida e da Disney! E vocês, já foram no Magic Kingdom? Tem alguma dica ou dúvida? Deixem aqui nos comentários que respondo o mais rápido possível. Espero que tenham gostado deste mega post e se gostaram, deixem uma curtida. não esqueçam também de se inscrever no blog para ficar por dentro das minhas divagações. um beijo enorme e cheio de magia para vocês. Até o próximo post…

 

Epcot: uma viagem ao mundo e ao futuro

 

epcot

Não é novidade para ninguém que AMO o universo Disney, assim como não foi surpresa alguma ter gostado desta viagem ã Orlando; afinal, Orlando sem Disney, para mim, nunca fez muito sentido! Mas quem pensa que a Disney é só para crianças está redondamente enganado e deveria rever seus conceitos com urgência! Gente…A Disney é tudo de bom e não importa a idade que você tenha, certamente você vai gostar dos parques, mas o que você precisa entender é que alguns parques são bem definidos em matéria de tema. Assim acontece com o Epcot. Vamos entender…

IMG_6051

O Epcot, que quer dizer “Experimental Prototype Community Of Tomorrow = protótipo experimental da comunidade do amanhã”, é o segundo parque entre os 4 da Disney e foi inaugurado em 1982. O símbolo mais famoso do Epcot é aquela gigantesca bola, ou…esfera geodésica conhecida como “Spaceship Earth”, que abriga uma das minhas atrações preferidas dentro do parque.

Mas o Epcot, como mencionei acima, é um parque bem definido: a ideia inicial do Walt Disney era criar uma comunidade futurística onde tudo estaria em constante evolução fazendo uso de tecnologias de ponta e onde vários povos pudessem conviver entre si. Acontece que quando o Walt Disney faleceu, esta ideia foi deixada de lado e deu lugar ao que hoje conhecemos do Epcot, um parque futurista com a proposta de união entre os diversos povos. Por causa destas duas propostas, o Epcot é dividido em duas áreas principais: o “World Showcase”, onde ficam diversos pavilhões de nações distintas e a área futurística que  fica localizada no “Future World”.

A entrada principal do parque dá-se pela área do Future World, onde fica a esfera super famosa do Epcot. Dentro do Future World você encontra diferentes atrações a serem visitadas como a Spaceship Earth, onde fica o brinquedo de mesmo nome que conta a história da evolução do mundo tecnológico desde os primórdios até os dias atuais e é super bem feito, contando com total interatividade entre a atração e as pessoas que decidem visitar o local; tem até uma historinha sobre o seu futuro e os bonequinhos saem com a sua cara e são enviados por e-mail no final da atração, o que eu achei o máximo!Há também a atração Mission Space onde uma missão espacial é reproduzida e pode ser visitada de forma radical e de forma mais “leve”, sem causar muito enjôo rs.

Tem a área das aventuras marinhas onde você encontra um aquário gigantesco e LINDO de viver e onde também fica a atração de Nemo:”The Seas with Nemo & Friends” que conta com um restaurante temático também onde eu já contei em um post anterior. Há ainda o simulador Soarin’ que é simplesmente SENSACIONAL onde você faz um verdadeiro passeio sobrevoando as maravilhas do mundo com direito às Cataratas do Iguaçú que dá vontade de voltar toda hora de tão boa que é esta atração, mas as filas são grandes, viu.

epcot
Área de diversas atrações como o Soarin’

Para quem gosta de carros, há a atração Test Track onde você dirige um carro por uma pista bem bacana. É divertida esta atração, mas pelo menos para mim, foi difícil controlar o carro nas curvas kkk! Mas se você prefere um passeio mais calmo, que tal o “Living with the land”? Um passeio de barco super calmo e explicativo sobre as estufas e as sementes dentro da Disney onde eles reproduzem diferentes ecossistemas durante todo o percurso. Para quem gosta de plantas como eu foi bem legal! E para quem não quer entrar em roubada, fuja da atração “Journey into imagination with Figment” que eu fui achando que era algo legal porque a fila estava enorme (então calculei que seria bom por isso…tsc tcs tsc), mas trata-se de uma atração MUITO entediante que sinceramente não tem motivo para tanta fila. Só vá se estiver com crianças BEM pequenas, porque faz uma viagem aos 5 sentidos mas de uma forma bem bobinha. Eu não curti…

Já na área “World Showcase” a ideia é fazer um passeio por diferentes culturas e povos. Nesta área há pavilhões de 11 países: México (onde há além de lojinhas com artigos bem característicos, tem também um restaurante temático bem bacana); Noruega (onde fica o restaurante Akershus Royal Banquet Hall, que dá para você comer e encontrar alguns personagens, mas só fazendo reserva com MUITA antecedência além de lojinhas super bacanas e muita coisa da Frozen); China (onde as construções tem temática chinesa e você pode assistir um filminho bem bacana sobre a China, além de lojinhas cheias de cacarecos bonitinhos e porcelanas lindas e restaurantes de comida chinesa).

No pavilhão da Alemanha (com uma loja – Karamell-Küche – incrível de caramelos da marca Werther’s tão cheirosos e gostosos que fica até difícil sair de lá sem comprar um; mas atenção, você também encontra estes caramelos no mercado e nas farmácias e muito mais em conta do que dentro da Disney!).

Na Itália (com uma pegada meio “Veneza” e cheia de charme, conta com restaurantes bem bacanas e lojinhas caras, porém bonitas); Estados Unidos (com espaço para shows de música, lojinhas sem muita novidade e uma arquitetura meio sulista).

O pavilhão do Japão (com arquitetura linda, um jardim japonês bem relax, a maior loja de todos os países cheia de cacarecos japoneses com direito até a encontrar uma ostra e retirar a pérola dela, além de alguns restaurantes de comida japonesa, claro!); Marrocos (muito bem retratado, com arquitetura incrível, lojinhas com estilo bem marroquino e restaurantes no mesmo tema; eu me senti dentro do desenho Alladin rs!).

Na França (a área é bem bonitinha e realmente parece que você está na França; há lojinhas incríveis onde você pode comprar de vinho e sabonetes a enfeites do Ratatuille, além de restaurantes e uma sorveteria que vale muito a visita: deliciosa).

IMG_6352

No Reino Unido (com arquitetura muito semelhante e lojinhas de chás e sabonetes que são lindas, mas carinhas! Há também muitos shows de músicos tocando um som bem bacana além de pubs).

No Canadá (área bem fofa, com lojinhas cheias de produtos com a árvore símbolo do país e uma cachoeira fake bem bacana). Vale lembrar que todos os funcionários destes pavilhões são cidadãos do país em que os mesmos trabalham, sendo assim, no pavilhão da França, os funcionários são franceses, mas também falam inglês e isso acontece em todos os pavilhões.

Mas além de tooooooodas as atrações citadas acima ainda há muitas outras coisas rolando dentro do Epcot. Eu fui na época das topiárias, então o parque estava cheio de esculturas feitas de plantas…lindas! E o que também é imperdível é o show de encerramento do parque que acontece na área do World Showcase, no lago em volta dos pavilhões onde fica o globo terrestre e começa a encher assim que a tarde cai. Apesar de não ser tão bonito quanto o do Magic Kingdom, também é bem bacana e vale assistir!

Bem meu povo lindo, estas foram algumas informações e dicas sobre o Epcot e se vocês gostaram, deixem um like/curtida e inscrevam-se no blog para ficar por dentro de tudo o que acontece por aqui. Aproveitem e deixem nos comentários a atração preferida de vocês neste parque, vou adorar ficar por dentro de tudo! Um beijo grande cheio de magia e até o próximo post…

 

Coral Reef Restaurant no Epcot: Amei!

IMG_6282

Que eu gosto de comer já não é segredo para mais ninguém, mas acontece que nem sempre em viagens eu consigo comer bem! Às vezes o dimdim é pouco, outras não consigo encontrar algo que me agrade ou a viagem é corrida e o tempo é curto até para fazer uma refeição com direito a mesa e ambiente juntos, mas hoje vou contar para vocês a minha experiência em um lugar completamente surpreendente e que aconteceu por acaso, mas que já entrou na lista de lugares memoráveis da minha viagem: o Restaurante do Nemo, o Coral Reef, no Epcot. Vem comigo que contarei tudinho…

O Coral Reef é um restaurante dentro do Epcot, especializado em peixes e frutos do mar. Ele fica ao lado da atração The Seas with Nemo and Friends (uma das mais procuradas e fofas do Epcot). Bem no cantinho direito, antes da entrada do brinquedo que você encontra a placa com o nome do Restaurante. Para quem anda sem prestar atenção é fácil perdê-lo de vista, mas para os atentos, como eu…é um lugar imperdível! Eu encontrei o restaurante meio que por acaso, porque ainda não estava com fome, mas logo que entrei no hall de entrada e vi que tratava-se de um restaurante temático, animei-me e decidimos ficar por lá mesmo. Não demorou nem 10 minutos e conseguimos uma mesa bem do lado do aquário que tem no salão: adorei!

O restaurante não é muito grande então acredito que lote facilmente e o legal dali é realmente sentar-se ao lado do aquário, porque você come e ainda observa e admira os peixes e outras criaturas marinhas; mas para quem se senta nas mesas distante do aquário não consegue observar de pertinho toda a vida marinha. Como nos sentamos bem ao lado, pude admirar toda a beleza do local usando o índice de peixes e criaturas marinhas que é oferecido pelo próprio restaurante para os clientes encontrarem dentro do aquário. Este índice fica em cima da mesa e ajuda bastante a  encontrar as espécias dali. Já no quesito comida, nós optamos pela opção de menu do dia que incluía uma entrada, prata principal e uma sobremesa por um valor fixo. Achei que valia mais a pena do que a opção à la carte. Mas na opção do menu do dia, temos apenas 3 opções de cada fase da refeição, então se dentro destas opções nenhuma se adequar ao seu gosto, melhor pedir à la carte mesmo.

No menu do dia eu fui de “salada da casa da estação” (mix de folhas verdes, frutas silvestres frescas, queijo feta e crocante de sementes de girassol com vinagrete de framboesa) que estava uma delícia e vinha lindamente decorado; já o maridex foi de “Tomates tradicionais” (vinagre Sherry, azeite de oliva da Toscana, muçarela fresca e redução de balsâmico com fatias de tomates de diferentes cores) que de acordo com o maridex estavam deliciosos e como não sou boba nem nada, provei e aprovei: estavam deliciosos mesmo para alguém como eu, que não curte tomates rs!

Já como prato principal eu fui de “Macarrão com queijo, bacon e caranguejo” (macarrão conchinha com queijo, croutons de bacon e caranguejo desfiado com aspargos e pimentão de piquillo) que vieram quentinhos com um cheirinho de matar e estavam uma delícia, mas atenção: super apimentados! O maridex foi de “Camarão e grits” (camarão salteado, canjica de milho com queijo cheddar, succotash de milho local, linguiça Andouille e emulsão com especiarias à creole). Este prato estava tão lindo que dava até pena de comê-lo, mas a fome era grande e ele foi degustado com todo o carinho do mundo rs. E deixando bem claro que além de lindo ele era uma delícia e bem apimentado já que levava especiarias à creole, mas era MUITO mais gostoso que o meu macarrão!

Como boa formiga que sou, jamais deixo de degustar a sobremesa em uma refeição! Aqui eu e o marido escolhemos a mesma opção “A onda de chocolate” (bolinho de chocolate quente com recheio de chocolate e servido com sorvete de framboesa). A sobremesa veio decorada com todo o capricho do mundo Disney e detalhe que a minha ainda veio com uma plaquinha fofa me parabenizando pois eu estava com um bottom de “Happy Birthday” preso em minha blusa e a Disney, sempre atenta aos detalhes, não deixou isto passar em branco! Fiquei toda feliz da vida!

IMG_6307

A refeição foi maravilhosa e o ambiente nem se fala, mas acredito que as crianças possam ter mais dificuldade na hora de escolher sua refeição, pois além de não ter muitas opções infantis, achei as opções bem sem graça! Então antes de entrar no restaurante, veja se algo agrada aos seus pequenos, porque não há nada mais desagradável do que chegar em um restaurante, sentar-se e na hora de escolher…nada te apetece!

O valor cobrado foi justo e posso dizer que minha experiência foi sensacional, afinal, não é todo dia que comemos com a companhia de arraias, tubarões, tartarugas marinhas e peixes mil. Eu recomendo muito pela experiência, mas se você não curte frutos do mar ou se suas crianças não gostam de comidas mais elaboradas, prefira outro local para a sua refeição, pois apesar do preço do menu do dia custar um pouco mais de U$40,00 dólares por pessoa sem as bebidas, certamente há outros restaurantes mais baratos dentro do Epcot, porém nenhum deles tem esta vista linda!

Bem gente linda…esta foi minha experiêcia No Coral Reef. E vocês? Já comeram neste restaurante? Contem aqui nos comentários como foi ou deixem um like/curtida caso tenham gostado do post. Aproveitem também para se inscrever no blog e ficar por dentro de todas as dicas e divagações desta pessoa que vos escreve. Quero muito poder contar com o feedback de vocês! Um beijo enorme e uma ótima semana cheia de novas experiências para todos! Até o próximo post…

Pandora: The world of Avatar…Lindo!

A semana já começou assim…com AVATAR! Brincadeiras à parte, hoje vou contar um pouco para vocês da minha experiência na mais nova área da disney no Animal Kingdom: The world of Avatar, ou seja, Pandora. Gente, eu sinceramente nem sei como descrever esta área; é tudo MUITO INCRÍVEL! Mas voltando…

Chegamos no Animal Kingdom bem cedinho: assim que o parque abriu para os hóspedes (estávamos hospedados dentro da Disney neste dia, por isso entramos 1 hora antes dos visitantes) e após pegarmos nosso mapinha na entrada do parque, já fomos logo correndo para a nova área que é Pandora. Olha…eu vou confessar, não sou aquelas pessoas suuuuper fãs de Avatar não, mas achei o filme bem legal e queria conferir de perto tudo o que o filme criou ao vivo e a cores. Eu não esperava ver tanta coisa linda! O parque está incrível e toda a área de Avatar é completamente mágica; você se sente realmente dentro do filme. Até aquelas “montanhas” flutuantes tem no parque, enfim…é de tirar o fôlego!

 

Mas a área apesar de bem completa está LOTADA! Fomos no primeiro fim de semana da inauguração e até para entrarmos na loja tivemos que enfrentar fila (quase 20 minutos debaixo de um sol de rachar a cuca). Mas por mais absurdo que isso possa parecer: valeu a pena! Aliás todas as filas valeram a pena!

A área de Pandora em si possui 2 brinquedos (Na’vi River Journey e o Avatar Flight of Passage), uma loja bem legal só com o tema de Avatar (não tem nada do Mickey aqui heim), um restaurante (o Satu’li Canteen) e um bar (Pogu Pogu) com bebidas luminescentes e snacks. Mas em cada cantinho tem algum detalhe do filmeque dá para você interagir com a decoração; há também uns tambores bem diferentes onde saem sons muito legais quando tocados e que em determinados horários tem shows com um grupo vestido no tema do filme.

navi riverOs brinquedos são um show à parte! Apesar das filas estratosféricas que temos que enfrentar quando não temos fastpass marcado (passe da Disney para entrar mais rápido nos brinquedos), ambos são muito legais, cada um à sua maneira. Eu como morro de medo de montanhas russas e brinquedo extremamente radicais agendei somente o passeio de Na’vi river journey no fastpass, que por acaso também era o único ainda disponível. O Na’vi River é um passeio na água – em um tipo de bote – por uma “caverna” toda luminescente onde várias criaturas da floresta interagem com você. Há no final um boneco/robô que gente…é igualzinho a um avatar/humano. Todos os movimentos do boneco são impressionantes! Esse passeio é bem calminho e serve para as pessoas se acostumarem com a atmosfera de Pandora, inclusive com a música! Como eu estava com o fastpass, entrei rapidinho. Já o Avatar Flight of Passage é completamente diferente!

flight of passage

Este brinquedo é para quem gosta de aventura e de brinquedos mais radicais (não é minha praia, mas eu fui) e trata-se de uma simulação de vôo com um Banshee (tipo um dragão do Avatar) e você senta em uma cadeira, que mais parece uma moto e esta “cadeira/moto” se mexe enquanto você está com seus óculos 3D e uma mega tela à sua frente. Gente…apesar de não gostar de brinquedos assim…vocês TEM QUE IR!!!!! É MUITO BOM! Mas para conseguirmos entrar enfrentamos quase 3 horas de fila (não tínhamos fastpass nesta atração). A fila, apesar de super cansativa porque estava um sol de rachar, te proporcionava interagir com várias áreas como o laboratório onde a cientista pesquisava sobre o Avatar, pode aparecer a sua foto dizendo que ainda não encontraram um Avatar compatível com você e por aí vai. Enfim, tudo é muito bem pensado para prender sua atenção nos detalhes e você não lembrar do tamanho da fila.

Quando chega a hora de entrar no brinquedo, eles separam vários grupos de 7 pessoas e cada grupo entra em uma cápsula onde todos são “escaneados” enquanto tudo aparece numa tela até “encontrarem” o seu avatar. Daí passe um vídeo de um cientista explicando tudo o que vai acontecer e depois agente entra em outra cápsula com as cadeiras e os óculos 3D. Atentem-se para o fato de antes de entrarem nesta fila, sentarem-se na cadeira que há láaaaaaaa no início da entrada do brinquedo porque a cadeira trava nas suas costas e se você for um pouco “cheinho” ela pode não travar e fazer você passar por um constrangimento danado, já que você terá que sair do brinquedo! Isso aconteceu com 2 pessoas no nosso grupo e achei bem desagradável para eles, pois depois de esperarem quase 3 horas na fila…não puderam entrar no brinquedo! Mas voltando…quando a cadeira trava nas suas costas (a posição da cadeira parece com a de uma moto ninja kawasaki), a cápsula se abre na sua frente e BAMMMMMM…você vai começar a voar com o seu Banshee! Eu gritava tanto que saí do brinquedo rouca! É incrível demais a sensação desta atração. Voltaria com certeza! Como a cadeira se mexe, você sente absolutamente TUDO, desde o friozinho na barriga quando o Banshee está descendo até o vento no rosto e os cheiros das flores. Muito legal! Se não fosse a fila eu voltaria neste brinquedo! Amei!

Outra coisa muito legal no parque é a loja toda com a temática do filme: Windtraders. Lá você encontra desde roupas que brilham (luminescentes), bijouterias com pedras, plantas até brinquedos. Os brinquedos são outro espetáculo; os mais legais são os Banshees com controle e o seu próprio boneco de Avatar! O Banshee vem com um controle manual e ele fica pendurado no seu ombro respondendo aos seus comandos e você escolhe o Banshee de acordo com a cor de sua preferência e eles (vendedores da loja) te explicam como manuseá-lo ( por U$50,00) e há também o top dos tops: a máquina que faz seu próprio avatar em boneco. Essa claro, que eu não ia perder.

Você senta em uma cadeira, eles te explicam como funciona (tudo em inglês, claro) a confecção do seu avatar e começam a escanear seu rosto para encontrar as linhas mais expressivas. Daí você vai escolher o tipo de boneco: homem ou mulher; adulto, adolescente ou criança; o tipo de cabelo (moicano, dreads ou liso/curto); cor dos olhos; tipo de listras da pintura corporal do avatar e depois os detalhes da roupa (cores, colares etc). Escolhido tudo isto, eles mostram como ficará e você recebe um cartão magnético para buscar seu boneco em 1h. Claro que isso tem um custo e não é nada barato (U$75,00) mas você terá seu próprio avatar em boneco! Eu fiz! Adorei…mas acreditam que o meu veio com a linha da minha olheira? kkkk tem que rir para não chorar!

Para completar toda esta experiência “Pandorística” fomos comer no restaurante temático Satu’li Canteen. A decoração é muito legal, mistura toda a área dos seres humanos tal qual um bunker com a atmosfera meio mística de Pandora. Os preços não são muito caros, mas não há muitas opções aprazíveis ao gosto de um brasileiro. Acho que dá para comer melhor e mais barato fora desta área. Até que a minha comida estava gostosa mas sinceramente…há muitos restaurantes melhores; então só vá se você não estiver com problemas no seu orçamento e for grande fã do filme! Mas foi interessante a experiência. Voltaria? Não…certamente não!

Como não sou boba nem nada, eu já tinha visto absolutamente tudo no mundo de Pandora, mas queria voltar a noite para ver tudo brilhando. Então…fomos para o Magic Kingdom, assistir ao show de encerramento do parque e depois voltamos ao Animal Kingdom para ver todo o parque à noite. Gente…Pandora fica TODA iluminada (luz negra) à noite! É muito lindo! Se puderem voltar só para verem como fica à noite acho que vale muito a pena. Mas apesar de já ter passado da meia-noite, os brinquedos estavam lotados…desisti deles e voltamos para o nosso hotel na Disney.

Bem gente linda foi isso! Espero que tenham tido um gostinho de como está o parque do Avatar na Disney e tenham curtido este post. Deixem um comentário, sugestão, dúvida ou até crítica que eu respondo! Adoro interagir aqui! Não se esqueçam de se inscrever no blog para ler os posts fresquinhos! Um beijo enorme e uma ótima semana…

 

Divahgando…em Orlando!

mickey

Oi gente linda!!!! Quanto tempo sem dar as caras aqui, né? Pois bem, cá estou eu de volta. E voltei cheia de dicas e causos para contar aqui. Vem comigo que já te explico…

Eu não sei vocês, mas eu sempre quis conhecer a Disney; muita gente pode torcer o nariz e pensar N coisas sobre esse tema, mas sinceramente, nada nunca foi capaz de diminuir minha vontade de conhecer o Mickey e sua tchurma! Pois bem, este dia chegou! Finalmente depois de mais de 30 anos de espera (queria dar uma dramatizada aqui, ok?) eu consegui unir este sonho com meu aniversário e fui para a viagem mais aguardada da minha vida! E olha gente…foi lindo!

Claro que não fui somente à Disney, também fui à Universal, rodei por Orlando, Miami e Key West, mas meu coração foi todinho preenchido por um parque que muitos acham o parque mais “criança” da Disney: o Magic Kingdom. Meu Deus…cada detalhe deste parque é lindo! Tudo ali faz você se sentir dentro de um conto de fadas e tudo é milimetricamente pensado para fazer daquele momento algo único e especial. Eu sempre soube que iria amar a Disney, até porque sempre amei tudo deste universo, mas este parque, especificamente, superou todas as minhas expectativas e me fez ver como é bom sonhar, como é bom viver um conto de fadas, nem que seja por algumas horas. Sair da realidade do nosso dia a dia, que muitas vezes é bem duro já que nosso país passa por um momento bem delicado e deixar surgir em você aquela criança que estava escondida há tempos; se desligar das máscaras que a sociedade nos impõe e simplesmente ser feliz não importando o quão infantil você possa parecer por agir desta forma. Enfim, voltar a ser criança!

Nossa…e como é bom ser criança! Ser feliz com pouco, achar graça de tudo, rir sem limites, brincar o dia todo, a tarde toda e a noite também, comer sorvete sem pensar em dietas, fazer caretas malucas e rir de si mesma…Ahhhhhh como é bom! E acho que todos nós deveríamos “soltar”a criança que há dentro de nós e sermos felizes, não importando se você está em casa, no Brasil ou na Disney. Portanto gente linda…preparem-se para uma enxurrada de posts sobre minha viagem cheio de dicas e opiniões sobre todos estes lugares que visitei, incluindo o parque de Avatar que tinha acabado de inaugurar na Disney e eu fui! Espero encontrar vocês nos próximos posts…

Beijos mil com sabor de quero mais e muita alegria, pois a vida é bela e viver é uma arte! Até a próxima…