Feira da providência 2017, eu fui!

IMG_2871

Hello gente linda! Tô sumida daqui, não é mesmo? Mas voltei!!! E voltei cheia de novidades para vocês e cheia de posts novos. Mas onde será que eu estava neste tempo todo? Bem…conto depois! Hoje vim contar para vocês que a Feira da providência já começou aqui no RJ, na verdade hoje foi o primeiro dia e vai até este domingo, dia 03/12. Quer saber mais? Vem comigo…

Eu visito a Feira da Providência desde que me conheço por gente e sempre gostei da ideia do evento. É sempre bom se divertir e ainda ajudar a quem precisa. Mas se tudo o que estou escrevendo aqui lhe soa “grego”, vou explicar: a feira da Providência, é um evento sociocultural com realização do Banco da Providência (organização social fundada por Dom Hélder Câmara que desenvolve projetos de desenvolvimento humano, capacitação profissional e geração de renda, com mais de 2 mil famílias em situação de pobreza extrema no RJ) e que acontece todo ano, geralmente no mês de novembro. Vale lembrar que a Feira é a principal fonte de renda do banco da Providência, com um total de 60% da renda, a outra parte vêm de parceiros, doações e convênios com o setor público. Este ano ela completa sua 57ª edição e todos os cartazes até hoje foram desenhados pelo Ziraldo. Um mais legal que o outro!

O evento acontece no Rio Centro e a entrada custa R$20,00 inteira e R$10,00 meia. Como hoje foi a inauguração da 57ª edição, o movimento estava bem devagar e alguns stands ainda estavam sendo organizados. Mas já adianto que no fim de semana sempre fica LOTADO! Então se você quer passear com o mínimo de conforto, sem se sentir estressado por causa da multidão, procure ir durante a semana.

Mas o que será que eu encontro por lá? Bem, você encontra diversos stands com artesanato local e de diferentes culturas e países, além de comidas, roupas, livros, área de diversão para as crianças, apresentação de danças e um mercado, o mercado da Providência. Nesta edição, assim como na passada, todos os stands ficam concentrados em um mesmo pavilhão, o que a torna mais fácil de ser percorrida, porém…Pela primeira vez, achei a feira bem carinha! Na verdade, ela nunca foi barata, mas sempre dava para encontrar algo interessante por um precinho camarada, mas dessa vez, está bem puxado! Além disso, os produtos são praticamente os mesmos na barracas dos países e me pareceu terem saído do Saara. Fiquei um pouco decepcionada com relação a esta questão. Mas se você, diferente de mim, achar tudo lindo e quiser comprar tudo, saiba que estará ajudando estas famílias já citadas no parágrafo acima e se estiver pesado carregar todas as suas compras, relaxe! Você pode alugar um carrinho de mercado por R$8,00 reais durante 1 hora para não precisar pegar nada pesado. Caso prefira levar seu carrinho de feira, ou mala, fique à vontade, viu!

Na minha humilde opinião, vale a visita se você nunca foi e caso tenha tempo, porque além do ingresso, você paga um estacionamento de R$20,00 reais (preço único) e você acha tudo ou quase tudo o que tem na feira em outros lugares, principalmente as bijuterias! Eu gostei muito de um stand com diversos quadros de caveiras mexicanas coloridas (eu não curto caveiras,mas estas estavam lindas) e objetos bem coloridos que fica bem próximo ao mercado, mas fora isto, vá para se deliciar com os doces e comidinhas que eles distribuem como degustação. Ah…e prove as balas de coco, essas sim são deliciosas!

E vocês? Já conheciam a Feira da Providência? Contem aqui nos comentários o que acharam desta edição. E se gostaram do post, deixem um like no blog. Não esqueçam também de se inscrever no blog para ler os posts em primeira mão! Um beijo grande e até a próxima gente linda!!!

 

Feira da Providência

De 29/NOV a 03/DEZ – 12h às 23h

Local:  Pavilhão 4 do Riocentro – Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca, RJ

Um passeio pelo CADEG

IMG_2590

Oi gente linda que me acompanha! Pensaram que eu iria deixá-los na mão hoje? Claro que não! O post tardou mas saiu! E hoje vim contar um pouquinho sobre um dos Mercados municipais mais interessantes aqui no Rio de Janeiro: o CADEG, vocês conhecem? Vamos juntos que contarei tudinho…

cadeg1Eu já conheço e frequento o CADEG faz tempo, mas percebi que muita gente nunca ouviu sequer falar sobre este local. Para os desinformados o CADEG é um mercado municipal situado em Benfica, zona Norte do Rio, o qual na época de Pereira Passos (então prefeito da cidade do RJ) era conhecido como Centro de Distribuição de produtos agrícolas e funcionava  junto à Praça Marechal Âncora, hoje conhecida como Praça XV de Novembro, próximo às barcas que fazem a travessia Rio-Niterói. Vale citar que sua inauguração aconteceu em 14 de novembro de 1907.

Com o passar do tempo e o crescimento da cidade do Rio, o local teve de ser demolido para a construção do elevado da “finada” Avenida Perimetral (esta foi demolida para a revitalização do área do Porto antes das Olimpíadas) e com isso decidiu-se construí-lo no terreno da antiga fábrica de cigarros Veado na Rua Capitão Félix, onde permanece desde 1962 (ano de sua inauguração) até os dias de hoje.

Mas do que se trata de fato este Mercado? Bem…O CADEG é um lugar onde você de tudo um pouco: desde artigos de limpeza, vestuário, hortifrutigranjeiros, restaurantes e lojas de doces, importadoras de bebidas (vinhos, cervejas, bebidas alcólicas em geral), plantas, salões de beleza entre outras opções. Mas eu particularmente adoro este lugar pelas seguintes opções: plantas e pelo bolinho de bacalhau!kkk

Quando eu digo plantas, é bom saber que aqui funciona a partir das 3h da madrugada um dos maiores mercados de flores do Rio, onde você muitas vezes negocia direto com a pessoa que plantou e colheu as plantas em exposição. É um galpão imenso com uma infinidade de plantas oferecidas à preços bem mais em conta que em todos os outros lugares (horto, mercado, lojas etc). Para quem trabalha com decoração floral é essencial a visita, mas se esta não é a sua profissão, vá para conhecer porque vale a pena, só não precisa chegar às 3h da madrugada como os profissionais da área fazem. Eu quando vou, compro muitas flores (inclusive as flores usadas na festinha do blog foram compradas ali) e chego cedo, por volta das 8h da manhã; já que o galpão das flores, especificamente, fecha cedo.

Mas o fato é que além de flores, você encontra muitas opções de plantas em vasos como árvores frutíferas, temperos, flores, suculentas, orquídeas…todas com um ótimo preço. Além de encontrar fora do galpão muitas lojas que vendem artigos para cuidar das plantas, além de terra caso necessite para o seu jardim. Lembrando que você pode ir de carro, pois há estacionamento no local e é bom que vá com um pano para forrar o carro, caso decida comprar plantas, porque senão seu carro vai ficar bem sujinho, viu!

Mas se bater aquela fome, fique tranquilo, porque aqui no CADEG o que não falta é lugar interessante para você comer. Quem quiser provar um saboroso bolinho de bacalhau indico o do Bacalhau & Cia ou o Barsa e se bater uma vontade louca por doces, dê um pulinho no Beijo & Beijo, onde você encontra tortas lindamente decoradas e bem saborosas. Mas se preferires comer algo com sustância, que tal uma costela bem servida?  A do Costelão é muito boa e vem muito bem servida. Enfim…o que não falta aqui é opção de local interessante para matar a sua fome; só não vale sair do CADEG sem provar a comida daqui!

Bem gente linda, por hoje é só! Mas volto em breve com mais novidades. Se você gostou deste post, deixe um like e não esqueça de se inscrever no blog para ler em primeira mão os post. Um beijo enorme e um ótimo fim de semana!

 

Beijo & Beijo  – LOJA DE FÁBRICA

Rua Capitão Félix, 110, Rua 9, Lojas 2 e 4.
Segunda a sábado, das 08h às 17h
Fechado aos domingos
📞 (21) 3890-0607

Costelão

Rua 04 Lojas 08/10  |   Telefone: 2589-0022
Funcionamento: Todos os dias de 12h às 17h. Confirme pelo telefone.

Barsa

Rua 04 Lojas 03 a 06  |   Telefone: 2585-3743
Funcionamento: Segunda a quinta de 12h às 16h. Sexta, sábado e domingo de 12h às 17h. Confirme pelo telefone.

Bacalhau & Cia

Rua 3 lojas 3 e 5  |   Telefone: 21 3878-2424
Funcionamento: Terça a sábado de 9h às 18h e domingo de 10h às 16h. Confirme pelo telefone.

CADEG

Rua Capitão Félix, 110 – Benfica – Rio de Janeiro
Telefones: 21 3890.0202 | 21 3526.5717
Funcionamento: Galpão(anexo) do Mercado das Flores: Segunda a sábado de 03h às 12h. Domingo: fechado.

Fim de semana em Petrópolis

Nada me relaxa mais do que viajar! Claro que o destino é importante, mas de qualquer maneira, viajar sempre nos modifica. É difícil voltar incólume de uma viagem, seja ela de um dia ou de uma vida! Mas a minha em questão, é apenas um fim de semana kkk. Vem comigo minha gente…

Fui passear e relaxar um pouquinho em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro com a família. A viagem já começou prometendo: encontrei o estilista brasileiro Carlos Tufvesson (momento tiete kkk) na Casa do Alemão, logo na entrada da cidade Imperial. Como já conheço bem a cidade, resolvi ficar em uma pousada um pouco afastada do Centro, a Pousada 14 BIS, uma pousada bem bucólica e simples com a temática de Santos Dumond e que fica próxima à Universidade Católica de Petrópolis.

A Pousada em si, não oferece muito luxo, como eu disse, é bem simples e o café da manhã honesto (falta mais variedade), lembrando também que o estacionamento é pago à parte. Mas para quem deseja relaxar e acordar ao som dos pássaros ela é perfeita!

Como o tempo era escasso, fomos direto para a Rua Teresa, uma rua bem conhecida em Petrópolis por ser a rua do comércio de roupas: gente tem muita loja de roupa! A dica aqui é ir cedo porque as lojas abrem às 9:00 da manhã e fecham por volta das 18:00h; mas a partir de novembro deste ano, elas abrirão também aos domingos em função das festas de fim de ano. Para quem deseja comprar roupa barata…atenção: a rua Teresa não é mais a mesma de anos atrás, ou seja, já não vale TANTO assim, pois as roupas mais em conta pecam na qualidade e as roupas de melhor qualidade tem os preços próximos aos do shopping.

Acho que vale para conhecer ou se sua ideia for comprar roupas PLUS SIZE. Há muitas lojas de roupas plus size e também há lojas de roupas masculinas e infantis. O único ponto chato aqui é que se você for de carro, os estacionamentos na rua Teresa são bem carinhos; mas se você chegou em Petrópolis de ônibus, na própria rodoviária há ônibus que levam até a rua Teresa: mais simples, impossível!

Saí da rua Teresa com algumas peças bem legais e por preços bacanas e como já estava anoitecendo, a pedida foi partir para o restaurante Bordeaux Vinhos, que fica localizado no Centro de Petrópolis, no mesmo local da famosa “Casa dos 7 erros”, bem próximo da Catedral São Pedro de Alcântara. O local é muito bacana, cercado de plantas e como foi construído em um antigo estábulo, algumas áreas do restaurante ainda guardam essa característica. O restaurante em si é arrumadinho e os preços são mais “puxados”. Aqui é bom para os amantes de vinho, pois a adega da casa é bacana. A comida não é a melhor de Petrópolis, mas é saborosa, só não se deixe levar muito pelas sobremesas, porque estas são…sem graça! Se quiser comer em um restaurante especial, prefira o Restaurante Imperatriz Leopoldina, que fica dentro do Hotel Solar do Império, com sua cozinha comandada pelo chef Dominique Jardy; esse sim maravilhoso, mas caro!

Após visitarmos a Catedral de são Pedro de Alcântara (parada obrigatória para todo turista) e nos encantarmos com a beleza desta construção, com direito a missa dominical e tudo, resolvemos visitar o Museu Imperial. Mas havia um Bistrô no meio do caminho kkk.

O Bistrô em questão é o Duetto’s Café localizado dentro do Museu Imperial de Petrópolis e é uma graça. Ele fica bem cheio nos fins de semana, pois além de ter um ambiente muito agradável, as comidas são deliciosas. Eu indicaria a torta Marquesa que é uma torta de chocolate deliciosa. Mas se a pedida for por algo salgado, prove a quesadilha com cebolas caramelizadas ou as quiches com salada: incríveis! Quanto ao museu, a entrada custa R$ 10,00 reais e você além de usar pantufas lindas rs não pode tirar foto! Uma pena, porque o Museu é incrível e dá vontade de tirar foto de tudo, mas…é proibido!

Saímos do Museu encantados com tudo o que vimos e como a fome se fez presente, decidimos experimentar o Restaurante “O Transmontano”, um restaurante português que fica dentro do Bragança Palace Hotel, bem próximo do Museu Imperial e da Catedral de São Pedro de Alcântara.

Apesar do atendimento simpático e do bolinho de bacalhau gostoso, eu não gostei muito da comida do local. Como é um restaurante Português, a especialidade da casa é o bacalhau, então se você gosta, é uma boa pedida. Eu fui de atum grelhado e achei nada agradável! Fuja deste atum! Os doces são portugueses, então aqui você vai encontrar pastel de nata (que eu não gostei, pois a massa não é crocante e o creme é sem graça) e o toucinho do céu (parece uma queijadinha, mas que não leva coco), este último saboroso. Posso afirmar com categoria que você come melhor no Duetto’s Café e Bistrô.

 

Se quiser aproveitar o domingo, vale visitar o Palácio Quitandinha, hoje chamado de Sesc Quitandinha, construído em 1944 pelo mineiro Joaquim Rolla e por Antonio Faustino, com o desejo de se tornar o maior cassino hotel da América do Sul. Em 2007 ele foi adquiridos pelo SESC Rio e passou a sediar atrações culturais no local. O Quitandinha é de graça aos domingos e é um passeio bem legal para fazer com as crianças. No momento há uma exposição sobre o cantor e compositor baiano Tom Zé na Cúpula, mais conhecida como salão do eco. A exposição “Tom Zé 80 anos” reúne músicas, fotos, textos e depoimentos em uma multiplicidade de meios e linguagens para celebrar a vida desse ícone da Música Popular Brasileira e está bem interessante; dura até o dia 29/10. Vale conferir.

Bem gente linda, este foi o meu fim de semana em família na cidade Imperial, e vocês? Já estiveram em petrópolis? Conte aqui nos comentários o que você adora fazer em petrópolis, ou deixe dicas de lugares bacanas para visitar, adoro ficar por dentro das novidades. Não esqueçam de se inscrever no blog para ler em primeira mão tudo o que rola por aqui. Espero que tenham gostado deste post e se gostaram, deixem um like/curtida! Um beijo enorme cheio de pompa para todos vocês e até o próximo post…

 

Restaurante Bordeaux Vinhos
Av. Ipiranga, 716 – Centro – Petrópolis, RJ
(24) 2242-5711
Restaurante Imperatriz Leopoldina – Hotel Solar do Império
Av. Koeler, 376 – Centro – PetrópolisRJ
(24) 2103-3000 |(24) 2242-0034
Duetto’s Café – Museu Imperial
Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
(24) 2243-2952
Restaurante O Transmontano
Rua Raul de Leone, 109 – Centro – Petrópolis, RJ
(24) 2244-9655
Sesc Quitandinha

Av. Joaquim Rolla, n º 2 – Petrópolis, RJ
(24) 2245-2020

 

Coca-cola Orlando eye, eu fui!

OrlandoEye

Hello gente linda! Tudo indo bem por ai? Certamente não é mesmo rs? Bem, a viagem à Orlando já passou mas os posts ainda não e como prova de que ainda há muito assunto por vir, hoje falarei para vocês sobre a roda gigante de Orlando que agora se chama Coca-Cola Orlando Eye. Bora tricotar sobre esse assunto? Vem comigo gente linda…

Decidimos visitar a Coca-Cola Orlando eye assim que a viagem começou a sair de fato do papel, pois eu não sei vocês, mas eu sou LOUCA/ALUCINADA por rodas gigantes e obviamente, estando em Orlando, não perderia essa oportunidade por nada neste mundo! Apesar de ter adorado os parques chega uma hora que cansa; e foi justamente em um dia de puro cansaço e com um visual lindo (mentira rsrsrs o tempo estava todo nublado) que decidimos usar o nosso plano B. Quando a vida te apresenta limões, temos que aproveitar e transformá-los em limonada! Enfim…decidimos visitar o Disney Springs até ver se o tempo melhorava já que não queríamos gastar nosso ingresso no parque para ficar debaixo de chuva.

Mas definitivamente, o tempo não estava contribuindo: uma chuva TORRENCIAL caiu e nos ensopou por inteiro em Disney Springs (sorry, mas pagar U$19,90 por um guarda-chuvas suuuuuper pequeno não ia rolar e não rolou mesmo). Neste momento, sentimos muita falta de um camelô em Disney Springs oferecendo guarda-chuvas a R$5,00 (cinco reais) kkk; mas decidimos que depois de termos ficado completamente ensopados para chegar até o carro, iríamos desistir de Disney Springs e voltar para o hotel. E foi exatamente o que fizemos! Mas sabe quando você tem a sensação de que o tempo está de gracinha com você? Pois é…foi só sairmos de lá que o sol abriu e tudo parecia lindo novamente. Então mudamos de ideia e decidimos antecipar nossa visita à Coca-Cola Orlando Eye.

A Orlando Eye fica em um centro de entretenimento chamado I-Drive 360 bem no centro de Orlando e próximo o suficiente do nosso hotel (Rosen Inn International). Este centro de entretenimento é bem interessante, pois conta com diversas opções de atrações: restaurantes variados (Shake Shack, Outback, o Museu de cera Madame Tussauds e um Aquário bem legal, o Sea Life Orlando Aquarium. Nós preferimos visitar apenas a roda gigante. A  Coca-Cola Orlando Eye foi construída pela mesma empresa que é responsável pela London Eye, então você já sente a semelhança na hora que entra.

Para início de conversa, você pode comprar seu ingresso pelo site e ganhar 10% de desconto, além de existirem diversos tipo de ingresso que incluem outras atrações no mesmo pacote, mas nós compramos na hora mesmo e saiu a quase U$27,00. Quando fomos estava meio vazio (quase no finzinho da tarde) e a realmente a roda gigante é bem grande. Ela alcança uma altura de 122 metros e todas as suas cabines/cápsulas são fechadas e possuem ar-condicionado e banco no meio para você apreciar a vista, além de uns tablets com a explicação dos lugares que aparecem no horizonte da orlando Eye.

A subida é bem lenta e você provavelmente nem vai perceber o tempo passar, mas ela dura pouco mais de 25 minutos para completar a volta. O legal é que lá de cima você tem uma vista 360º  da cidade e de acordo com o tablet explicativo dá até para ver o Cabo Canaveral (confesso que não consegui enxergar sinal algum do Cabo Canaveral rs) além dos lagos e de alguns parques da Flórida. Mas assim…não suba esperando encontrar a vista mais encantadora da sua vida lá não, porque apesar de ser interessante a visão lá de cima, eu confesso que já vi coisas melhores. Mas vale o passeio!

E o legal é que a cápsula era só nossa! antes eles colocavam todas as pessoas misturadas em uma mesma cápsula, agora estão separando as cápsulas por grupos e eu achei fantástico porque fica mais a vontade para circular e apreciar a vista sem ter um monte de gente desconhecida tapando a sua vista. Foi bem bacana e quando as luzes vão se acendendo fica muito bonita a vista (lembrando que o tempo decidiu ficar nublado assim que chegamos na I-Drive 360 #tadebrincadeiratempo), mas acredito que em um dia lindo de sol a vista deve ser mais interessante.

Quando você sai da cápsula no final do passeio, você é levado para uma lojinha muito sem graça da Coca-Coca Orlando Eye e diga-se de passagem: caríssima! Eu achei que nada ali valia os meus dólares! Mas se bater aquela fome enquanto estiver por lá, dá para comer numa boa, já que tem muitas opções de restaurantes inclusive o Shake shack, que é uma rede de fast-food bem famosa em NY e MUITO gostosa! E se você tiver um surto consumista e quiser comprar algo, calma: tem uma Walgreens (farmácia) lá dentro para te curar! Nós preferimos almoçar no Olive Garden próximo do I-Drive 360, pois eu queria comer comida mesmo. Ah…lembrando que o estacionamento do I-Drive 360 é gratuito, então é só você chegar, estacionar, curtir, comer e sair sem pagar nada por isso!

Bem caros leitores, esta foi a minha experiência na Coca-Cola Orlando Eye, e vocês? Já visitaram esta roda gigante? O que acharam dela? Contem aqui nos comentários! Aproveitem e inscrevam-se no blog para receber os posts em primeira mão e dêem um like se curtiram esse post! Beijos de luz e um fim de semana mágico para todos…

 

Coca-Cola Orlando Eye:

 8401 International Dr #100, Orlando, FL 32819, EUA

Sun-Mon 10:00am-10:00 pm, Tues -Thurs 10:00am-10:00pm, Fri – Sat 10:00am-12:00am