Delírio’s Restaurante em Cabo Frio

IMG_3288

Sexta-feira chegou e nós estamos como? Muito felizes! E hoje, para completar esse clima de felicidade, vim falar de um assunto que eu adoro: comida! kkk Como boa descendente de italianos, eu adoro comida e muitas das reuniões e passeios na minha família, são regadas à muita comida e quando digo muita, entendam por diferentes pratos com porções fartas! Na verdade, vim contar um pouquinho para vocês sobre a minha experiência no Delírio’s Restaurante, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro. Quer ficar por dentro? Me segue…

Recentemente,  eu que não sou boba nem nada, decidi experimentar um Restaurante bem famoso em Cabo Frio localizado em um bairro bem pitoresco: o Delírio’s Restaurante no bairro de Ogiva. Como ele é bem conhecido e apontado como um dos melhores lugares para se comer em Cabo frio, a expectativa estava nas alturas; e depois de ler todo o cardápio (que não tem preço) e pesquisar seu site, decidi me aventurar em um belo dia de sol. E lá fui eu e minha família rumo ao desconhecido!

De cara já gostei! Para quem vai de carro, há estacionamento gratuito no local, mas deve comportar no máximo 8 carros. O entorno do restaurante é muito bonito e a entrada do local bem rústica e estilosa, com muita madeira e materiais naturais compondo um ambiente muito agradável. Ao entrar, toda esta rusticidade continua, com móveis de madeira, luminárias de bambu e tecidos de fibras naturais nas mesas. Há um bar bem equipado e na mesma “vibe” do resto da decoração. Tudo muito bem decorado e integrado. O colorido fica por conta dos vários quadros; e me chamou à atenção, um lindo pórtico em pedra de cantareira dentro do salão separando-o da varanda ao ar livre. Aliás a varanda é muito convidativa, com vista do canal e com um lindo pé de acerola (que estava carregado da fruta) que me encantou profundamente, até porque adoro plantas e ali na varanda tem várias: orquídeas, chifres de veado, ervas aromáticas entre outras. Só farei uma observação dentro desta rusticidade: não havia ar-condicionado no local no dia da nossa visita e estava um calor de rachar no salão.

Como eu mencionei anteriormente, no site você consegue visualizar o cardápio, mas não há o preço dos pratos, o que pode gerar certo desconforto ao olhar o cardápio. Como é um restaurante diferenciado, espere preços mais elevados. Nós ficamos um pouco surpresos com os preços, mas de qualquer forma, decidimos nos arriscar já pedindo uma entrada de palitos de polenta com gorgonzola. As bebidas vieram rapidamente, assim como a entrada. Achei bem servida a quantidade dos palitos de polenta, porém para mim, poderiam ter ficado mais crocantes. Quanto ao molho de gorgonzola, achei muito líquido, eu esperava uma textura mais consistente. Questão de gosto, não é mesmo?

Depois da entrada, eu fui de risoto de camarão com brie e amêndoas torradas na manteiga (R$72,00); o maridex foi de filé mignon em crosta de gorgonzola acompanhado de nhoque na manteiga e sálvia, já minha mãe e tia foram de Mix do mar (R$162,00), uma tábua de diversos frutos do mar acompanhado de arroz com brócolis que serve 2 pessoas.

Eu achei a porção do meu prato muito bem servida, porém a aparência não me agradou! Comida também se come com os olhos e neste caso, não era boa! Faltou um toque de cor no prato e para completar tinha MUITA amêndoa torrada. Não estava ruim, mas sinceramente…pelo preço e pela fama do local eu esperava algo MUITO melhor! O prato do maridex veio também bem servido e diferente do meu, estava bem gostoso. O mignon estava saboroso e no ponto, o molho de gorgonzola casou perfeitamente com a carne e o nhoque apesar de simples, estava bom. Como eu não ligo muito para frutos do mar, não provei o mix do mar, mas de acordo com minha mãe e tia, estava gostosa – apenas! De acordo com elas, faltava tempero no arroz com brócolis e o tempero do polvo era adocicado, lembrando um misto de anis estrelado com erva-doce. Mas como sempre digo, gosto é gosto, pode ser que você goste! ;-P

Depois de ficar um pouco decepcionada com a comida, fui experimentar a sobremesa. Como estava sob influência da comida nem tão agradável, decidi não arriscar e pedi um petit-gateau de chocolate com sorvete de creme (R$20,00). O maridex pediu “Delírio de morango” (R$26,00), que era um sorvete de creme,  morango flambado no conhaque e baunilha sob uma crosta de farofa de castanha e uma calda de balsâmico, que era bem diferente do que eu imaginava, mas estava bom. Já a mommy pediu um “Macaco louco” (R$26,00), que tinha a aparência de um bolo, mas na verdade eram bananas flambadas no contreau sob uma farofa de amendoim, com uma bola de sorvete de creme por cima e calda de chocolate. De acordo com a mesma, a banana parecia apenas cozida, não se sentia o gosto do contreau, e a farofa que estava descrita no menu, era na verdade, amendoim picado. Enfim…Sem graça!

Confesso, que fiquei um tanto decepcionada com o local e esperava uma comida muito mais elaborada e saborosa. Eu percebi outros pratos nas outras mesas e vi que a porção era até bem servida, mas achei o preço um pouco salgado pela comida servida. Já comi pratos muito mais interessantes em restaurantes nem tão famosos e por preços mais amigáveis. Mas como tudo na vida é uma questão de gosto…Acho que vale a pena se arriscar. A minha experiência não foi tão memorável assim, mas…Vai que você gosta?

E vocês, já conheciam este Restaurante em cabo-Frio? Contem aqui nos comentários sobre sua experiência ou deixe dicas de outros locais interessantes para comer por lá e em seus arredores. Eu adoro receber dicas aqui! Aliás, não esqueça de se inscrever no blog para ficar por dentro das novidades e se você gostou deste post, ajude o blog a melhorar e dê uma curtida! Por hoje é só gente linda, mas eu volto em breve com mais histórias para contar! Um beijo grande e um ótimo fim de semana…

 

Restaurante Delírio’s

Av. dos Marimbás, Lote 45 – Quadra 21 – Ogiva, Cabo Frio, RJ

E-mail: contato@deliriosrestaurante.com.br

Telefone: (22) 2644-1718

Celular: (22) 98854-1718

Horário: Qua-Qui: 18:00h às 23:00h / Sex: 18:00h à 00:00h / Sáb e Feriado: 12:00h às 00:00h / Dom: 12:00h às 19:00h

Anúncios

Feira da providência 2017, eu fui!

IMG_2871

Hello gente linda! Tô sumida daqui, não é mesmo? Mas voltei!!! E voltei cheia de novidades para vocês e cheia de posts novos. Mas onde será que eu estava neste tempo todo? Bem…conto depois! Hoje vim contar para vocês que a Feira da providência já começou aqui no RJ, na verdade hoje foi o primeiro dia e vai até este domingo, dia 03/12. Quer saber mais? Vem comigo…

Eu visito a Feira da Providência desde que me conheço por gente e sempre gostei da ideia do evento. É sempre bom se divertir e ainda ajudar a quem precisa. Mas se tudo o que estou escrevendo aqui lhe soa “grego”, vou explicar: a feira da Providência, é um evento sociocultural com realização do Banco da Providência (organização social fundada por Dom Hélder Câmara que desenvolve projetos de desenvolvimento humano, capacitação profissional e geração de renda, com mais de 2 mil famílias em situação de pobreza extrema no RJ) e que acontece todo ano, geralmente no mês de novembro. Vale lembrar que a Feira é a principal fonte de renda do banco da Providência, com um total de 60% da renda, a outra parte vêm de parceiros, doações e convênios com o setor público. Este ano ela completa sua 57ª edição e todos os cartazes até hoje foram desenhados pelo Ziraldo. Um mais legal que o outro!

O evento acontece no Rio Centro e a entrada custa R$20,00 inteira e R$10,00 meia. Como hoje foi a inauguração da 57ª edição, o movimento estava bem devagar e alguns stands ainda estavam sendo organizados. Mas já adianto que no fim de semana sempre fica LOTADO! Então se você quer passear com o mínimo de conforto, sem se sentir estressado por causa da multidão, procure ir durante a semana.

Mas o que será que eu encontro por lá? Bem, você encontra diversos stands com artesanato local e de diferentes culturas e países, além de comidas, roupas, livros, área de diversão para as crianças, apresentação de danças e um mercado, o mercado da Providência. Nesta edição, assim como na passada, todos os stands ficam concentrados em um mesmo pavilhão, o que a torna mais fácil de ser percorrida, porém…Pela primeira vez, achei a feira bem carinha! Na verdade, ela nunca foi barata, mas sempre dava para encontrar algo interessante por um precinho camarada, mas dessa vez, está bem puxado! Além disso, os produtos são praticamente os mesmos na barracas dos países e me pareceu terem saído do Saara. Fiquei um pouco decepcionada com relação a esta questão. Mas se você, diferente de mim, achar tudo lindo e quiser comprar tudo, saiba que estará ajudando estas famílias já citadas no parágrafo acima e se estiver pesado carregar todas as suas compras, relaxe! Você pode alugar um carrinho de mercado por R$8,00 reais durante 1 hora para não precisar pegar nada pesado. Caso prefira levar seu carrinho de feira, ou mala, fique à vontade, viu!

Na minha humilde opinião, vale a visita se você nunca foi e caso tenha tempo, porque além do ingresso, você paga um estacionamento de R$20,00 reais (preço único) e você acha tudo ou quase tudo o que tem na feira em outros lugares, principalmente as bijuterias! Eu gostei muito de um stand com diversos quadros de caveiras mexicanas coloridas (eu não curto caveiras,mas estas estavam lindas) e objetos bem coloridos que fica bem próximo ao mercado, mas fora isto, vá para se deliciar com os doces e comidinhas que eles distribuem como degustação. Ah…e prove as balas de coco, essas sim são deliciosas!

E vocês? Já conheciam a Feira da Providência? Contem aqui nos comentários o que acharam desta edição. E se gostaram do post, deixem um like no blog. Não esqueçam também de se inscrever no blog para ler os posts em primeira mão! Um beijo grande e até a próxima gente linda!!!

 

Feira da Providência

De 29/NOV a 03/DEZ – 12h às 23h

Local:  Pavilhão 4 do Riocentro – Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca, RJ

Um passeio pelo CADEG

IMG_2590

Oi gente linda que me acompanha! Pensaram que eu iria deixá-los na mão hoje? Claro que não! O post tardou mas saiu! E hoje vim contar um pouquinho sobre um dos Mercados municipais mais interessantes aqui no Rio de Janeiro: o CADEG, vocês conhecem? Vamos juntos que contarei tudinho…

cadeg1Eu já conheço e frequento o CADEG faz tempo, mas percebi que muita gente nunca ouviu sequer falar sobre este local. Para os desinformados o CADEG é um mercado municipal situado em Benfica, zona Norte do Rio, o qual na época de Pereira Passos (então prefeito da cidade do RJ) era conhecido como Centro de Distribuição de produtos agrícolas e funcionava  junto à Praça Marechal Âncora, hoje conhecida como Praça XV de Novembro, próximo às barcas que fazem a travessia Rio-Niterói. Vale citar que sua inauguração aconteceu em 14 de novembro de 1907.

Com o passar do tempo e o crescimento da cidade do Rio, o local teve de ser demolido para a construção do elevado da “finada” Avenida Perimetral (esta foi demolida para a revitalização do área do Porto antes das Olimpíadas) e com isso decidiu-se construí-lo no terreno da antiga fábrica de cigarros Veado na Rua Capitão Félix, onde permanece desde 1962 (ano de sua inauguração) até os dias de hoje.

Mas do que se trata de fato este Mercado? Bem…O CADEG é um lugar onde você de tudo um pouco: desde artigos de limpeza, vestuário, hortifrutigranjeiros, restaurantes e lojas de doces, importadoras de bebidas (vinhos, cervejas, bebidas alcólicas em geral), plantas, salões de beleza entre outras opções. Mas eu particularmente adoro este lugar pelas seguintes opções: plantas e pelo bolinho de bacalhau!kkk

Quando eu digo plantas, é bom saber que aqui funciona a partir das 3h da madrugada um dos maiores mercados de flores do Rio, onde você muitas vezes negocia direto com a pessoa que plantou e colheu as plantas em exposição. É um galpão imenso com uma infinidade de plantas oferecidas à preços bem mais em conta que em todos os outros lugares (horto, mercado, lojas etc). Para quem trabalha com decoração floral é essencial a visita, mas se esta não é a sua profissão, vá para conhecer porque vale a pena, só não precisa chegar às 3h da madrugada como os profissionais da área fazem. Eu quando vou, compro muitas flores (inclusive as flores usadas na festinha do blog foram compradas ali) e chego cedo, por volta das 8h da manhã; já que o galpão das flores, especificamente, fecha cedo.

Mas o fato é que além de flores, você encontra muitas opções de plantas em vasos como árvores frutíferas, temperos, flores, suculentas, orquídeas…todas com um ótimo preço. Além de encontrar fora do galpão muitas lojas que vendem artigos para cuidar das plantas, além de terra caso necessite para o seu jardim. Lembrando que você pode ir de carro, pois há estacionamento no local e é bom que vá com um pano para forrar o carro, caso decida comprar plantas, porque senão seu carro vai ficar bem sujinho, viu!

Mas se bater aquela fome, fique tranquilo, porque aqui no CADEG o que não falta é lugar interessante para você comer. Quem quiser provar um saboroso bolinho de bacalhau indico o do Bacalhau & Cia ou o Barsa e se bater uma vontade louca por doces, dê um pulinho no Beijo & Beijo, onde você encontra tortas lindamente decoradas e bem saborosas. Mas se preferires comer algo com sustância, que tal uma costela bem servida?  A do Costelão é muito boa e vem muito bem servida. Enfim…o que não falta aqui é opção de local interessante para matar a sua fome; só não vale sair do CADEG sem provar a comida daqui!

Bem gente linda, por hoje é só! Mas volto em breve com mais novidades. Se você gostou deste post, deixe um like e não esqueça de se inscrever no blog para ler em primeira mão os post. Um beijo enorme e um ótimo fim de semana!

 

Beijo & Beijo  – LOJA DE FÁBRICA

Rua Capitão Félix, 110, Rua 9, Lojas 2 e 4.
Segunda a sábado, das 08h às 17h
Fechado aos domingos
📞 (21) 3890-0607

Costelão

Rua 04 Lojas 08/10  |   Telefone: 2589-0022
Funcionamento: Todos os dias de 12h às 17h. Confirme pelo telefone.

Barsa

Rua 04 Lojas 03 a 06  |   Telefone: 2585-3743
Funcionamento: Segunda a quinta de 12h às 16h. Sexta, sábado e domingo de 12h às 17h. Confirme pelo telefone.

Bacalhau & Cia

Rua 3 lojas 3 e 5  |   Telefone: 21 3878-2424
Funcionamento: Terça a sábado de 9h às 18h e domingo de 10h às 16h. Confirme pelo telefone.

CADEG

Rua Capitão Félix, 110 – Benfica – Rio de Janeiro
Telefones: 21 3890.0202 | 21 3526.5717
Funcionamento: Galpão(anexo) do Mercado das Flores: Segunda a sábado de 03h às 12h. Domingo: fechado.

Restaurante Só na Brasa: Nham!

so na brasa3

Oi gente linda que me segue! E a vida, vai bem? Pois se não vai bem, depois deste post vai melhorar, afinal de contas, uma boa comida sempre melhora tudo kkk! Então gente linda, Se você é do Méier, no Rio de Janeiro, provavelmente conhece ou já passou em frente ao restaurante Só na Brasa, mas se você não faz ideia do que eu estou falando, vem comigo que no caminho te explico!

Sabe aqueles restaurantes que parecem uma extensão da sua casa porque o ambiente é bem familiar? Pois bem, o Restaurante Só na Brasa é exatamente assim; um restaurante especializado em galetos mas que atende aos mais variados paladares uma vez que aqui você encontra carnes, massas, petiscos e sobremesas, tudo com porções bem servidas e uma comida saborosa com gosto de “feita em casa”. Além disso, os garçons são muito simpáticos e solícitos e sempre fazem todo o possível para servir a melhor comida do dia.

Eu já fui ao Só na Brasa inúmeras vezes e sempre que vou, procuro me sentar próximo à “varanda” (que na verdade é um espaço mais reservado e envidraçado com uma vista legal da rua) e sou muito bem atendida. O ambiente como falei é familiar e a decoração conta com diversas fotos antigas do bairro da Zona Norte do Rio, o que eu acho bem bacana e tem também toques de madeira, tijolinhos e ladrilho hidráulico. Não é um local luxuoso, na verdade é um local informal mas arrumadinho rs. O estacionamento fica na rua ao lado, mas é pago à parte, então não tem perigo de deixar o carro na rua e ser multado.

Apesar de ter um forno bem grande o local não cheira a “grelhados e afins”, o que para mim é muito bom, afinal ninguém merece ir a um restaurante onde o cheiro dos assados fica impregnado na sua roupa e no seu cabelo. E outro ponto positivo que é muito importante para mim: não é barulhento! Eu não sei para vocês, mas para mim, o restaurante pode ser maravilhoso, mas se for barulhento…eu corto na hora da minha lista. Percebem como sou exigente? Kkk

Mas e a comida? Bem, a comida, como falei acima tem gosto de comida caseira: saborosa, bem temperada e com sal na medida. O bom é que os pratos chegam super rápidos à mesa, então você não fica com a sensação de “preciso comer mas a comida não chega”, e as porções são bem servidas, viu! Eu costumo pedir o famoso “frango à gaúcha” (frango assado na brasa, com farofa de ovos, arroz, vinagrete e batatas fritas) e apesar de só comer o peito de frango, ele vem suculento e quentinho. Delícia! Mas se você quiser algo mais leve, experimente a salada ceasar que além de saborosa, vem servida em uma trouxinha de parmesão: um charme!

E depois de toda essa comilança, se ainda tiver um espacinho, arrisque-se nas sobremesas. Eu já provei o brownie e o pétit gateau e vêm bem servido com calda e uma bola de sorvete de sua preferência.  Só deixo claro que não é o melhor brownie da minha vida, mas “fecha” a refeição e dá aquela sensação de “estou satisfeita”. Enfim…eu sei que tudo é questão de gosto e que este é relativo, mas na minha humilde opinião, vale uma visita!!!

E vocês? Já conheciam o Restaurante Só na Brasa? Contem aqui nos comentários o que acham deste restaurante e contem qual é seu prato preferido, vou adorar saber! Bem, espero que tenham gostado deste post e se gostaram, deixem uma curtida e não esqueçam de se inscrever no blog para ficar por dentro das novidades. Um beijo enorme e um ótimo fim de semana! Até breve…

 

Restaurante Só na Brasa

R. Dias da Cruz, 443 – Meier, Rio de Janeiro – RJ, 20720-010

Tel: (21) 3442-3110
(21) 3271-9369

Casa Das Natas, te amo!

pastel nata

Oi people! Aproveitando que estou aqui divahgando neste blog, contarei sobre um vício antigo meu e super difícil de manter por motivos de qualidade: pastéis de Belém, vulgo pastel de natas. Gente…sério, eu amo muito isso! E se você está lendo este post e já está revirando os olhos dando aquele “ECA” super sonoro, já te aviso logo: dê uma chance a este aqui que vos indico. Vou explicar…

 

Vocês sabem que tenho uma questão muito grande com ovos (detesto a textura dos ovos e o cheiro deles), mas ano passado quando estava estudando no Istituto Marangoni, conheci uma portuguesa super gente boa, a Cidália e em uma de nossas andanças nas Galeries Lafayette ela me apresentou ao Pastel de Nata da Aloma. Sabe quando você se vê obrigada a comer algo que você meio que nunca gostou? Pois era o meu caso! Mas graças à Cidália eu provei e a agradeço imensamente por isso porque foi o melhor doce que provei em Paris kkk. E olha..fiquei viciada. Comi todos os dias desde então durante o curso em Paris. Acontece que voltei para o Brasil e desde então minha saga à procura do pastel de nata perfeito só decepciona. Mas tudo isso mudou minha gente, porque encontrei um pastel de nata PERFEITO para chamar de meu: o pastel de natas da Casa Das Natas. É muito bom!!!!!

Mas o que é um pastel de natas? Bem minha gente…trata-se de uma das receitas mais populares e cheias de mistério da doçaria portuguesa; isto porque a receita original é um segredo mantido a sete chaves da Fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa. Mas se você ainda não está por dentro do que se trata, o pastel nada tem a ver com o pastel que conhecemos no Brasil! Na verdade, o pastel de natas é um doce que é feito de massa folhada e super crocante no fundo e nas laterias, tipo uma empada, com recheio de um creme a base de gemas e natas, mas que não tem aquele cheiro horrível de gema de ovo. Ele é assado na hora em que se come, o que confere uma textura fantástica e geralmente polvilha-se canela e açúcar fininho em cima do pastel. Sério gente, faz até barulhinho quando se morde de tão fresquinho que fica! Se vocês ainda não acreditaram na importância do pastel de Belém em Portugal, saibam que ele foi eleito em 2011 uma das sete maravilhas da gastronomia portuguesa. 

Voltando ao pastel de nata tupiniquim…O melhor que provei até hoje, e olha que já experimentei váaaaaarios, foi na Casa Das Natas durante o Rio gastronomia. Mas a boa notícia é que eles possuem uma loja e já é bem conhecida; ela fica em Copacabana, zona sul do Rio de janeiro e é bem bonitinha. Na lojinha vocês também encontram o pastel de nata em outras versões: recheado de chocolate, de damasco ou até mesmo um pastel de creme de bacalhau (este último ainda não provei, mas assim que provar conto para vocês). Além de toda esta boa notícia tem um detalhe bem bacana que pode interessar os festeiros de plantão: eles fazem por encomenda também!!! Imagina servir este docinho maravilhoso em uma festa? Hummm, que delícia!

E vocês, já conheciam este pastel de nata ou já provaram algum pastel de nata? Contem como foi ou o que acharam deste doce português super tradicional; quero todas as dicas heim! Aproveitem e deixem um like no post e inscrevam-se no blog para saber todas dicas da Divah que vos escreve. Ahhhhh…e se fizerem uma festa com pastel de nata, por favor, me convidem, ok?!? kkk Por hoje é só pessoal, mas eu volto em breve cheia de novas divahgações. Um beijo enorme com gostinho de pastel de nata com canela….

 

Casa Das  Natas – lojas

Av. Nossa Senhora de Copacabana n.º 1017 Loja D,
CEP 22060-001 Copacabana, Rio de Janeiro

E-mail: copacabana@casadasnatas.com.br

Telefone: (021) 3579-9789

Celular: (021) 99555-8243

Casa Das Natas – Fábrica

Rua Leôncio de Albuquerque, Gamboa. Rio de Janeiro 20220-500 Brasil

E-mail: contato@casadasnatas.com.br

Telefone: (021) 2283-5143

Celular: (021) 99555-8014

Salitre, vale a visita!

IMG_0762.JPG

Comer é realmente um dos maiores prazeres da vida, pelo menos para mim rs! Imagina quando a comida é saborosa; melhor ainda! E tive uma grata surpresa em um lindo domingo de sol ao degustar a sugestão do chef no Restaurante Salitre, no Barra Shopping, Rio de Janeiro. Vou contar tudinho…

chegamos ao Salitre por volta das 13h da tarde e sem saber o que provar primeiro, decidimos aceitar a sugestão do chef, que além de bacana ainda tinha um preço bem honesto: R$59,90 reais por entrada, prato principal e sobremesa. Para quem não sabe, o Salitre é um restaurante com um ambiente bem elegante e com uma luxuosa adega, que já se tornou referência em todo o Brasil, pois alem de apresentar vinhos de uvas diversas e rótulos internacionais, os sommeliers da casa são fantásticos. Eu não bebo kkk mas vale ressaltar o alto padrão da casa. Além da bebida, a gastronomia também segue o alto padrão do local oferecendo sabores simples porém sofisticados.

IMG_0759

Apesar de toda esta sofisticação, o serviço da casa é correto; na minha humilde opinião poderia ser um pouco mais simpático, mas de qualquer forma, nada que tire o  brilho do Salitre. A decoração prima por elementos naturais que transmitam elegância como madeira, tijolinhos e detalhes em ferro.  A iluminação contribui para deixar a casa ainda mais aconchegante. Mas vamos ao que interessa….a comida!

Como mencionei, optamos pela sugestão do chef que neste dia era: salada de folhas verdes com profiteroles de cabra e salmão de entrada, que estavam bons mas poderiam estar mais elaborados; tilápia grelhada com risoto de limão siciliano como prato principal, que estavam bem feitos e saborosos, mas para alguém que gosta de comida muito temperada, como eu, merecia um pouco mais de tempero. Já o risoto de limão siciliano estava DELICIOSO! E de sobremesa a opção era banana caramelada com sorvete de baunilha e calda de caramelo com lâminas de amêndoas. Muito bem feito, simples e muito saboroso!

Fiquei super feliz com o almoço, pois realmente não conhecia a casa e tive uma grata surpresa. Certamente não foi a melhor comida de toda a minha vida, mas estava bem saborosa é muito bem executada. Para quem aprecia vinhos, ainda pode harmonizar as receições com o vinho apropriado. Eu harmonizei com água com gás é uma fina lâmina de limão kkkk!

E vocês? Já conheciam o Salitre? O que acham da casa? Contem aqui nos comentários, vou adorar saber! Aproveitem e inscrevam-se no blog para ficar por dentro de todas as novidades do Divahgando e se gostaram do post, deixem um like/curtida. Um beijo enorme e uma ótima semana para vocês…

Rio Gastronomia: você não pode perder!

IMG_9475

Bom dia gente linda!!!! Vocês que me acompanham há um tempo já sabem que adoro comer e falar de comida e hoje vou contar um pouquinho de um evento super bacana que está rolando aqui no Rio de Janeiro sobre gastronomia: Rio gastronomia 2017. Querem saber o que achei deste evento? Vem comigo…

O Rio gastronomia é o maior evento de gastronomia do Brasil e este ano está em sua 7ª edição com a participação de restaurantes consagrados, além de food trucks, feira de cachaça e de produtos do interior do estado, aulas com chefs estrelados e shows com diferentes artistas.  Este ano, assim como no ano passado, ele acontece no Pier Mauá nos Armazéns 3 e 4. Eu que não sou boba nem nada já fui e aviso logo: ainda dá tempo de vocês visitarem neste fim de semana heim!

Para quem se interessou e está em dúvida em como chegar, já adianto que a melhor alternativa é ir de transporte público. Eu fui de VLT e ele pára bem em frente à entrada do evento, na estação”Parada dos Museus”ou “Parada dos Navios” e funcionará até meia-noite. Já para quem preferir ir de carro, o estacionamento mais próximo é o que fica exatamente onde há a pintura do artista Kobra e ele custa R$30,00 reais das 6:00h até às 21:00h. Mas lembre-se que se você pretende beber…nem pense em ir de carro; além disso, você perderá inúmeras degustações de bebidas interessantes, então, pense bem antes de ir de carro.

O ingresso para o evento pode ser comprado pela internet, no site Ingresso certo ou na hora, na bilheteria do evento, mas sempre há filas. Se o seu desejo é aproveitar ao máximo o Rio gastronomia, vá cedo porque assim você poderá participar de aulas e oficinas bem bacanas que estão rolando por lá e ainda ouvir uma música boa durante a apresentação musical. E olha…A vista da Baía de Guanabara no fim de tarde é incrível!

Eu estive por lá na sexta-feira e no domingo e adorei! O evento está bem bacana com a participação de muitos stands de restaurantes estrelados dentro da área dos Armazéns e food trucks do lado de fora do Armazén com vista para a Baía de Guanabara. Além disso, há dois auditórios, um do Senac (com capacidade para 200 pessoas) e outro do Santander (com capacidade para 50 pessoas), no Armazém 3 onde são ministradas as aulas e os workshops com os especialistas de cada área; já no Armazén 4 há o Espaço Senac voltado a oficinas gratuitas onde para participar você precisa se inscrever 30 min antes de seu início.

Eu participei de uma oficina de horta em vaso no Espaço Senac com a professora Padma Kukel e aprendi muita coisa. O melhor é que além de aprender sobre o tema ainda levei meu tempero (no caso uma mudinha de coentro) para casa! Mas se o seu foco não é planta, saiba que há oficinas de vinhos, cervejas, preparação de drinks, cafés, preparo de diferentes pratos (arroz de pato, babaganush, naked cake entre outas opções) neste Espaço Senac. Atentem-se para um detalhe: nas oficinas de bebidas alcoólicas  (vinho, cerveja, tipos de drinks) sempre fica uma fila bem grande então informe-se antes para ter certeza que conseguirá entrar.

Eu assisti uma aula no Auditório Senac chamada “Rota das Especiarias” com a chef Katia Hannequim e o chef Ghabi Hajj das CASAS PEDRO e achei muito interessante! O espaço é muito bem montado, organizado e a aula dos chefs muito boa. Além de ensinarem sobre as especiarias (Sumac, Zatar, pimentas etc) eles ensinaram também a preparar alguns pratos célebres da culinária árabe e o melhor: serviam para cada convidado da aula uma porção do prato ensinado, que naquela ocasião foi falafel, homus e salada de acelga com melado de romã, pinoles e tâmaras. Gente…todos uma delícia e muito simples de serem preparados! No fim da aula, ganhamos um copo do evento, uma água da São Lourenço e um potinho de orégano de brinde das Casas Pedro. Foi muito bacana! No vídeo abaixo, os chefs ensinam a preparar Homus.

Também pude assistir em outra visita ao evento também no Auditório Senac, um bate-papo cervejeiro com a Ambev: Diversidade de sabores e qualidade do campo ao copo, oferecido pela Brhama Extra com o Mestre cervejeiro Luciano Horn. Eu, apesar de não beber cerveja, achei bem interessante. Para os amantes da cerveja deve ter sido melhor ainda já que eles serviam um pequeno copo para todos degustarem as cervejas citadas neste bate-papo. Acredito que vale muito a pena assistir estas palestras no Auditório Senac, mesmo que você não tenha comprado o ingresso. Há a possibilidade entrar na fila e aguardar uma vaga, que foi exatamente o que fiz.

IMG_9489

Mas e as comidas? Hummmm…Uma perdição! Claro que mesmo que sua gula seja do tamanho do planeta Terra, não dará para você provar um quitute de cada local, então citarei os mais gostei. No Kurt (tudo é lindo, mas a torta de brigadeiro e a torta de macarrons com furtas vermelhas é de comer de joelhos, simplesmente divinas).

No Lasai comi empanadas de carne e queijo deliciosas; bem temperadas, bem recheadas e com um incrível sabor do molho feito com produtos da horta do próprio restaurante. No Aconchego carioca tive que provar o bolinho de feijoada, já que foi aqui que ele foi inventado e o achei delicioso; também provei o sonho de aipim com bobó de camarão que achei bem gostoso, mas o bobó é um pouco líquido e dificulta comê-lo sem se lambuzar rs.

No Rancho português eu e maridex provamos o bolinho de bacalhau: bem crocante e com bastante bacalhau. Na casa do Sardo provamos favas cozidas com filet de atum fresco marinado e pedaços de pão; gente que delícia, comeria todos os dias! kkk No Gula Gula provamos o Picadinho (filet mignon picadinho com arroz e milho sautée com farofinha) que estavam bem saborosos apesar de simples, mas o preço estava valendo: R$20,00 reais. No Bar do David, que foi o atual campeão do “Comida de Buteco”aqui do Rio, eu provei o bolinho de camarão com catupiry e achei gostoso, mas como eles não retiraram aquela “tripinha” de sujeira do camarão fiquei um pouco incomodada.

Já nos food trucks só provei os pastéis de nata da Casa das Natas e olha…queria comer mil pastéis da Casa das Natas porque é simplesmente MARAVILHOSO! Quentinho, crocante e com um creme incrível que fica mais incrível ainda com a canela por cima! Recomendo provar…é divino!

Já na Feira de Sabores Sebrae (entre os dois Armazéns) há muitas barraquinhas com alguns produtos que na minha opinião valem ser degustados: “Senhora Farofa” com uma farofa que nem sei explicar de tão gostosa; o palmito pupunha da “Fazendinha José de Carvalho”; a goiabada do “Sítio de Goiaba” que é doce na medida e o patê de truta defumada da “Delícias gourmet”que só provando para entender o sabor maravilhoso deste patê!

Se você é amante das cachaças, ainda pode provar algumas e comprar ali mesmo. Eu não gosto de bebida alcoólica, então não darei minha opinião, mas de acordo com minha amiga Michelly, que é mineira e gosta da bebida, vale provar porque algumas são realmente bem equilibradas e diferentes como a “Alambique Engenho D’Ouro”, “Cachaça Werneck”, “Fazenda Soledade” entre outras.

No quesito bebida, preferi ficar no café e não me arrependi viu? No evento há um stand bem legal do Café Orfeu e o sabor é muito bom! Eu provei o clássico moído e o maridex foi de expresso. Ambos estavam muito equilibrados e o expresso com um sabor encorpado e forte mas saboroso. Quem gostar pode pegar um cupom de desconto para adquirir o produto pela internet. O Café Orfeu é produzido no Sul de Minas e já ganhou vários prêmios como  o “Late Harvest”, o “Coffee of the Year” e o “Cup of Excellence”. Se eu fosse você provava heim!

 

Para fechar toda esta “orgia gastronômica”, cada dia o evento é encerrado com a apresentação de alguma atração musical. No primeiro dia de evento quem fez as honras foi o cantor Paulo Ricardo com o show On the Rock, que por sinal, estava muito animado. Já no domingo passado, foi a vez de Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador fecharem com chave de ouro este evento (que já é um sucesso e que melhora a cada edição) com samba de primeira animando todo o público e deixando um gostinho de quero mais. Nada melhor do que um bom samba, com uma boa comida em um ambiente pra lá de charmoso. É o Rio de Janeiro sendo maravilhoso em sua essência, mesmo no meio desta crise. Te amo Rio!!!

Se você ficou animado(a) com o Rio Gastronomia, minha dica é a seguinte: chegar cedo faz diferença, pois o evento ainda não estará cheio e pegar o mapa com todos os restaurantes e food trucks do local, assim você já terá uma ideia do que escolher. Ir de transporte público caso deseje degustar bebidas alcoólicas; ficar até o final do evento para assistir a apresentação musical que sempre é legal e…evitar os fins de semana! Fui no Domingo à tarde e além de lotado, muitos quitutes já tinham acabado, então se quiser ir no fim de semana esteja preparado(a) para filas e lotação. Falando a verdade, mesmo assim é muito legal!

IMG_9483

 

Mas quem não quer sair da sua zona de conforto, de 10 a 13 de agosto o Rio Gastronomia chegará ao Vogue Square, na Barra da Tijuca. O shopping receberá aulas e bate papos sobre gastronomia além da feira de produtores e atividades para as crianças; mas acho que o evento no Pier Mauá está tão charmoso que se eu fosse você, não perderia tempo e iria hoje mesmo!

Bem meu povo lindo, espero que tenham gostado deste post que fiz com muito carinho. Se gostaram do post, ajudem o blog e dêem um like/curtida; aproveitem para se inscrever no blog e ficar por tempo de todas as minhas divagações em tempo real. Obrigada por me acompanharem! Um beijo grande com sabor gastronômico e até o próximo post!

rio gastronomia

Rio Gastronomia – 04 a 13/08

Armazéns 3 e 4 – Píer Mauá

Av. Rodrigues Alves, 10 – Gamboa, Rio de Janeiro

Horário: Qui e sex, das 16h às 23h. Sáb, do meio-dia às 23h. Dom, do meio-dia às 22h

Valores: Os ingressos para quinta e sexta (dias 10 e 11 de agosto) custam R$ 25. Já para sábado e domingo (dias 12 e 13 de agosto) custam R$ 35. Há ainda a opção do combo, que é válido só para o fim de semana: quatro ingressos, para o mesmo dia, por R$ 120. Crianças de até 10 anos não pagam, e estudantes e idosos pagam meia. Clientes Santander e Claro Clube têm 20% na compra de dois ingressos.